search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Servidor vacinado contra a covid vai ter de voltar ao trabalho presencial

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Servidor vacinado contra a covid vai ter de voltar ao trabalho presencial


Os servidores estaduais que fazem parte de algum grupo de risco e que já foram imunizados contra a covid-19 terão que retornar ao trabalho presencial a partir da próxima segunda-feira (10). A decisão foi publicada nesta sexta-feira (07), no Diário Oficial do Estado, por meio de uma portaria da Secretaria de Estado da Saúde.

A portaria estabelece que recebeu a vacina Covishield (Oxford/Fiocruz) deve retornar ao trabalho 28 dias após a aplicação da primeira dose. Já quem recebeu a vacina Coronavac (produzida pela Sinovac/Butantan) deve retornar 14 dias após a aplicação da segunda dose.

O servidor esteja impedido de retornar às atividades presenciais, por motivo de doença, a portaria estabelece que o mesmo seja submetido à perícia médica

Quem já foi vacinado e cumpriu os prazos estabelecidos, tem que retornar ao trabalho presencial. "Em caso de não comparecimento passará a contar falta a partir desta data", diz a portaria.

"O servidor com contraindicação médica para uso do imunizante contra a COVID-19 deverá apresentar laudo médico, para que, no que couber, seja providenciada a readequação setorial e/ou funções", diz ainda a portaria.

Mesmo imunizados, os servidores que voltarem ao trabalho presencial deverão cumprir protocolos de segurança contra a covid como uso de máscaras.

Os servidores que não fazem parte do grupo de risco e que ainda não foram vacinados já cumprem um "rodízio" no serviço presencial.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.