search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Sem saída...
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Sem saída...

Dissidências políticas, conluios para o esvaziamento da diretoria administrativa, discussão sobre o processo eleitoral, torcedores se enfrentando nas redes sociais na defesa dos cartolas de estimação... o Vasco passou o ano dividido em batalhas internas e só agora, a dias de poder sofrer o maior revés financeiro de sua história, é que os vascaínos mais lúcidos começam a ter ideia do valor da conta.

A disputa pelo poder cegou a todos de tal forma que não se encontra em pesquisa na internet um só relato de reunião de conselheiros questionando o ex-presidente Alexandre Campello e o ex-executivo de futebol André Mazzuco por terem conseguido piorar o time medíocre do Brasileiro de 2019.

Elenco fraco

Hoje, Vanderlei Luxemburgo quer mais um volante para proteger o meio, e não tem. Quer um meia para segurar a bola e quebrar as linhas adversárias, não tem.

Procura um atacante veloz para explorar os contragolpes, não tem. Quer mais um homem de área para dividir o espaço com German Cano, também não tem.

E não estou falando de qualidade técnica, mas de características. O elenco não dispõe de peças para montagem de um mecanismo de jogo competitivo.

Reciclagem?

Não resta alternativa senão recondicionar as usadas na temporada passada, como Pikachu, Wesley e Marcos Júnior. Alguém que ajude na maturação de jovens (já desgastados) como Andrey, Juninho, Talles Magno e Vinícius.

Peso da camisa

O que pensaram Campello, Mazzuco e José Luiz Moreira, o vice de futebol, semanas antes do fechamento da janela para novas inscrições? Que o elenco era bom o suficiente para suportar o peso da camisa?

Como pode um grupo de jogadores tão chinfrins custar cerca de R$ 4 milhões por mês? É absolutamente inacreditável que um clube da grandeza do Vasco tenha passado os últimos três anos entregue a gerentes forjados como executivos – como se não houvesse diferença entre as funções.

Grande erro

E este foi o grande erro da administração Campello: não ter sabido escolher o gestor para o futebol. Paulo Pelaipe, Alexandre Faria e André Mazzuco mostraram-se escolhas equivocadas.

Não lembro de ter visto Vanderlei Luxemburgo tão enfraquecido como na derrota para o Internacional, em São Januário. Talvez por ele saber que a situação foge à própria competência.
Nos últimos dias, a saída foi intensificar o trabalho da psicóloga Maíra Ruas. Como o Vasco tem de vencer o Corinthians, em São Paulo, e o Goiás, no Rio, é preciso tirar forças de onde não se vê...

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Dos onze jogadores que Rogério Ceni levou a campo para a final da Supercopa do Brasil, na manhã de ontem, em Brasília, apenas quatro não jogaram em clubes europeus: Willian Arão, Rodrigo Caio, …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Os superclubes...

Grosso modo, levando em consideração que no Brasileirão de pontos corridos as partidas decisivas são aquelas contra os mais diretos concorrentes, sinto-me em condições de dizer que o Flamengo perdeu …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O último suspiro

O projeto de reformulação administrativa, econômico-financeira e organizacional anunciado pelo Botafogo no início da semana é sopro de esperança na retomada da capacidade de investimento. Jorge …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Euforia e depressão

Alinhar a eficiência do time com a paciência da torcida talvez seja o maior dos desafios que as diretorias de Botafogo e Vasco terão pela frente até o final deste segundo ano pandêmico. Porque a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

A vitória por 3 a 2 sobre o Nova Iguaçu deu ao Volta Redonda a liderança provisória do Carioca. E a três rodadas do final da fase classificatória, já não se discute até onde poderá chegar o vice-camp…


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Entre flores e espinhos...

A vitória do Flamengo sobre o Bangu na sétima rodada do Carioca, no retorno do time principal, trouxe a irritante euforia desmensurada já vista em outros momentos sob o comando de Rogério Ceni. O …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Balanço negativo...

Quando Rogério Caboclo disse sem meias palavras que os clubes brasileiros estariam em maus lençóis se a CBF não peitasse o discurso da paralisação do futebol o presidente da entidade pode ter …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

O Botafogo foi o único dos quatro grandes do Rio a vencer na sexta rodada do Campeonato Carioca. Um torneio em que três dos chamados pequenos estão à frente do Fluminense e do próprio Botafogo, e …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A máquina de moer...

Ainda que sejam a cada ano mais irrelevantes, os Estaduais seguem atormentando os técnicos no Brasil. Principalmente os contratados para montar trabalhos autorais e ensaiar sistemas que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Efeitos colaterais

A decisão de limitar em dois o número de treinadores inscritos por cada clube nos Brasileiros das Séries A e B deste ano ainda não foi totalmente digerida. Mas alguns experientes profissionais já …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados