search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Sem base
Painel da Folha de São Paulo

Sem base

A relação feita por Jair Bolsonaro entre o preço dos combustíveis e as fraudes não coibidas em postos de gasolina não bate com tese defendida pela Polícia Federal.

O Presidente citou a presença do PCC no setor e mencionou que o preço poderia ser “no mínimo 15% mais barato”.

O provável exemplo usado por Bolsonaro, porém, desmente a sua própria tese. A investigação da PF que trata da facção em postos traça cenário contrário: possível prática de concorrência desleal, com preços mais baixos.

Quem, quando
Bolsonaro citou o PCC no último sábado, mas sem explicar a origem da informação. Sugeriu, no entanto, que a presença da facção contribuiria para preços altos. A PF apura na Operação Reis do Crime se a rede de postos Boxter, de São Paulo, foi utilizada para lavar dinheiro de integrantes da cúpula do grupo criminoso, entre eles Marcos Camacho, o Marcola.

Lavanderia
Na investigação, a Polícia Federal justificou a necessidade de prisão de alguns suspeitos como forma de garantir a ordem econômica. Para os policiais, como os postos serviam à lavagem de dinheiro do narcotráfico, eles tinham capacidade para manter “um preço economicamente mais viável, ou seja, mais barato, causando desta forma concorrência desleal”.

Incêndio
O impacto dentro do governo da declaração de Bolsonaro praticamente demitindo o presidente da Petrobras foi mais forte do que se imaginava. No final de semana, integrantes tiveram que agir para minimizar estragos principalmente junto ao empresariado.

Água
O ministro Fábio Faria (Comunicações) e o presidente Roberto Campos (Banco Central) foram os principais interlocutores. Prometeram anúncios positivos para a semana, como o projeto de lei de privatização dos Correios, além de outras medidas liberais. Os empresários ouviram as explicações, mas ainda esperam as ações.

Empurra
A presidente da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), que representa os laboratórios das vacinas Pfizer e Janssen, afirma que o Brasil deveria, “como todo o mundo ocidental”, aceitar as condições das empresas para adquirir imunizantes.

Vai
Segundo Elizabeth Carvalhaes, que participou de reunião com Rodrigo Pacheco (DEM-MG), ontem, só Brasil, Venezuela e Argentina não toparam ainda.

Reforço
O governo Jair Bolsonaro nomeou Eduardo Miranda de Melo para o Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, órgão responsável por prevenir e atacar a tortura e outros tratamentos desumanos ou degradantes.

Radical
Seguidor de Olavo de Carvalho, escritor armamentista que já relativizou a tortura em textos, Melo teve passagens turbulentas pelo Ministério da Educação (onde interrompia reuniões para orações) e pela TV Escola (entrou em conflito com Abraham Weintraub, que pediu sua demissão, sem sucesso).

E mais
Ex-Marinha, o novo integrante do comitê chegou a ser cotado para substituir Ricardo Vélez no MEC. Hoje é secretário-adjunto na pasta de Damares Alves (Direitos Humanos).

Revival
A bancada de vereadores do Psol na Câmara Municipal de São Paulo apresentará amanhã um pacote de projetos de lei chamado de “Agenda Boulos”, composto de propostas apresentadas em 2020 pelo então candidato à prefeitura.

Cardápio
Os seis projetos cobrirão as áreas de Saúde, Educação, Moradia, Transporte, Renda e Emprego, com propostas como reabertura de hospitais, transporte gratuito para desempregados e criação de frentes de trabalho nas subprefeituras.

Disparado
Orlando Morando (PSDB-SP), prefeito de São Bernardo do Campo, diz que a cidade hoje tem seus piores índices desde o início da pandemia, 87% de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 nos hospitais públicos e 91% nos privados.

Fecha
O tucano determinou toque de recolher das 22h às 5h a partir de sábado, com barreiras nas vias. Morando diz que as vacinas na cidade acabaram no final de semana, com 44.173 doses aplicadas. “A culpa é do negacionismo do governo federal”, afirma.

Tiroteio
“A Faria Lima descobriu o bolsovarianismo. Apostava no pinochetismo. E usava slogan do liberalismo”
De Conrado Hübner Mendes, professor de Direito Constitucional da USP, sobre reações à intervenção de Bolsonaro na Petrobras.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Trem bão

Jair Bolsonaro foi descrito como “alegre” e “descontraído” ontem pelo deputado Fábio Ramalho (MDB-MG), que foi convidado a preparar um leitão para almoço temático “informal” no Planalto. Com a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Valendo

Eduardo Leite (PSDB-RS) subiu o tom ontem contra Jair Bolsonaro como ainda não havia feito antes. Ele convocou entrevista para rebater dados do governo federal sobre repasses a estados. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Estilhaços

A perda bilionária e o vexame causado pela intervenção de Jair Bolsonaro no comando da Petrobras aumentou o debate entre auxiliares do presidente sobre a imagem dos militares. Para uma ala do …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O culpado

Governos de vários estados anunciaram medidas que, nos bastidores, as próprias gestões avaliam ser insuficientes para conter o avanço da Covid-19. Eles se veem sem força e apoio social para bancar …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pegadas

De saída do comando da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, o empresário Fabio Wajngarten é investigado pela Polícia Federal no inquérito sobre financiamento e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Quebra pau

A maior apreensão de madeira supostamente extraída de forma ilegal virou motivo de atrito entre a Polícia Federal e o Exército. A briga, revelada pelo Painel, foi parar no Palácio do Planalto. O …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Expertise

Na expectativa de receber 78 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde, ontem, o governo do Amazonas viu chegar apenas 2.000. O estado vive crise na pandemia desde o começo …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Eliminado

Promotores que investigam o esquema de rachadinha de Flávio Bolsonaro classificaram como perdido o caso após a decisão de ontem do Superior Tribunal de Justiça. Para eles, trata-se de uma decisão com …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Esperando Bolsô

Levantamento da gestão Bruno Covas (PSDB) mostra que 137 mil famílias na cidade de SP já passaram por todo o processo de cadastramento para receber o Bolsa Família, mas até hoje não foram contemplada…


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Lentes cor de rosa

Apresentado a representantes da Frente Nacional de Prefeitos na sexta-feira, um diagrama do Ministério da Saúde com a quantidade de vacinas contra a Covid-19 tem apenas 49,04% das doses listadas …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados