search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Segunda morte por suposta contaminação de cerveja é investigada

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Segunda morte por suposta contaminação de cerveja é investigada


A Secretaria Municipal de Saúde de Pompéu, no Centro-Oeste de Minas Gerais, investiga a morte de uma mulher que apresentou os mesmos sintomas da síndrome nefroneural, causada pela contaminação por dietilenoglicol. Esta substância, encontrada em garrafas da cerveja Belorizontina, foi detectada no organismo de 17 pessoas, internadas no estado. Uma destas pessoas morreu.

As informações são do site Estado de Minas.

Segundo a secretaria de Pompéu, a vítima esteve em Belo Horizonte entre os dias 15 e 21 de dezembro e consumiu da cerveja Belorizontina. Ela apresentou sintomas da síndrome nefroneural e morreu no dia 28 de dezembro. Foi o Pronto Atendimento que informou à família sobre a suspeita.

O caso foi informado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, que irá acompanhar o caso.

“No momento, toda a Secretaria Municipal de Saúde, Pronto Atendimento e familiares estão no aguardo de retorno do caso. Vale ressaltar que compete às autoridades de saúde hierarquicamente superiores o desenrolar dos fatos, além disso, das autoridades legais e de competência para as apurações”, diz a nota assinada pela secretária de Saúde de Pompéu, Fernanda Guimarães Cordeiro.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados