X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Serra é a cidade com mais adolescentes grávidas na Grande Vitória

| 04/02/2020 21:04 h | Atualizado em 04/02/2020, 21:34

No oitavo mês de gestação, adolescente da Serra engravidou aos 12 anos, depois de ter sofrido  um aborto
No oitavo mês de gestação, adolescente da Serra engravidou aos 12 anos, depois de ter sofrido um aborto |  Foto: Dayana Souza / AT

Serra é a cidade com maior número de adolescentes grávidas na Grande Vitória. Segundo dados do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (Sinasc), do total de mulheres que tiveram filhos em 2019 no município, 898 tinham entre 10 e 19 anos.

De acordo com os dados, atualizados em janeiro, Cariacica aparece em segundo lugar, com 766 casos de adolescentes grávidas; seguido por Vila Velha (634); e Vitória (437).

A Prefeitura da Serra informou que o número de casos diminuiu em relação a 2018, quando foram registrados 998 casos, e que tem ampliado seus programas de saúde da família. “O tema é abordado junto aos adolescentes, alertando para as consequências de uma gravidez na adolescência”, disse, em nota.

Uma adolescente de 13 anos da Serra aguarda pelo nascimento do seu primeiro filho. Aos oito meses de gestação, ela diz que a gravidez foi planejada. “Eu e o pai da criança queríamos um filho. Nossos pais só descobriram quando sofri um aborto na primeira vez que engravidei. Na segunda tentativa deu certo”.

Ela conta que o sonho de ser mãe falou mais alto e que não se arrepende da decisão.

Para a sexóloga Flaviane Brandemberg, falta um diálogo aberto entre pais e filhos. “Há uma ausência das famílias na educação dos filhos. Precisa ser feito um trabalho mais efetivo com a população, trabalhar o diálogo aberto com adolescentes”, disse.

A ginecologista Lorena Baldoto explica que os riscos de uma gravidez prematura é grande. “Os adolescentes têm maiores índices de parto prematuro, complicações infecciosas e pré-eclâmpsia, e o bebê pode nascer com complicações”.

Sexo

A ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançaram ontem a campanha “Tudo Tem seu Tempo”, que visa a educar jovens sobre sexo e gravidez na adolescência.

O programa faz parte da Semana Nacional de Prevenção à Gravidez Precoce. A mensagem estimula o adiamento de relações sexuais e orienta jovens a dialogar com a família e a procurar unidades de saúde antes de iniciarem uma vida sexual ativa.

Imagem ilustrativa da imagem Serra é a cidade com mais adolescentes grávidas na Grande Vitória

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS