X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Planos odontológicos superam os de saúde

| 07/02/2020 17:43 h | Atualizado em 07/02/2020, 18:00

Os dentistas Layssa e Thiago  Esposti, que são irmãos, dizem que o plano de saúde facilita o tratamento bucal
Os dentistas Layssa e Thiago Esposti, que são irmãos, dizem que o plano de saúde facilita o tratamento bucal |  Foto: Dayana Souza / AT

A procura por planos odontológicos foi maior que a de planos de saúde no Espírito Santo no ano passado.

Em 2019, foram 11.852 novos planos de saúde contratados. No mesmo período, 34.071 capixabas fecharam planos para cuidar da saúde bucal.

De acordo com Murylo Dimbarre, representante da São Francisco Odonto, o aumento é uma tendência não só no Estado, mas em todo o País.

“O brasileiro estava mais preocupado com a saúde geral e esqueceu da saúde bucal, mas agora está ficando mais atento. O plano veio para facilitar o acesso à Odontologia, que pode ser cara quando feita no particular”, afirmou.

Os planos odontológicos, assim como os de assistência médica, precisam seguir as regras da Agência Nacional de Saúde (ANS), que mantém um rol de procedimentos mínimos, como restaurações e tratamento de cáries, aplicação de flúor, remoção de tártaro, curativos e suturas e tratamento e cirurgia da gengiva.

No Espírito Santo, entre os convênios que oferecem o plano odontológico estão Uniodonto, Caixa Seguradora, São Bernardo Saúde e São Francisco Odonto. Os serviços têm custos mais baixos do que os feitos de forma particular.

O periodontista e mestre em implantes, Thiago Degli Esposti, e a irmã e colega, a ortodontista Layssa Degli Esposti, fazem atendimentos via plano. Para Thiago, os preços mais baratos dos convênios são uma porta de entrada para os pacientes começarem a tratar da saúde bucal.

“Para o cliente, ter acesso à saúde odontológica e ser atendido em um plano onde há vários especialistas, é excelente. O paciente acaba ficando mais consciente da importância de tratar da saúde dos dentes”, disse Thiago.

Presidente do Sindicato dos Odontologistas do Estado do Espírito Santo (Sinodonto-ES), Rossana Bezerra de Rezende, afirmou que o aumento da procura por planos odontológicos denota maior preocupação com a saúde bucal. Ao mesmo tempo, é necessária mais valorização dos profissionais.

“É um movimento que não tem volta. Mas os planos precisam trabalhar muito para melhorar a regulamentação para os profissionais conveniados, principalmente em relação aos honorários”, frisou.


Saiba mais Opções individual, familiar e empresarial


Tratamento: variedade
Tratamento: variedade |  Foto: Arquivo / AT
Uniodonto

  • Plano Individual e/ou Familiar: possui mais de 200 procedimentos, como diagnósticos, atendimento de urgência 24 horas por dia, tratamento de gengiva, tratamento e retratamento de canal, radiografias e procedimentos de prótese e serviços de prevenção. A partir de R$ 44 ao mês.
  • Plano Master Ortho: além dos procedimentos clínicos básicos, conta com a documentação ortodôntica, a instalação do aparelho ortodôntico e sua manutenção mensal. A partir de R$ 135 ao mês.

Caixa Seguradora

  • Odonto Vital: para até duas pessoas, com o valor de R$ 43,90 por mês por pessoa.
  • Odonto Vital Familiar: permite a inclusão de dependentes, a partir de três pessoas, custando R$ 39,90 por mês por pessoa.

São Bernardo Saúde

  • Dent Service individual/familiar e empresarial: oferece consultas, diagnóstico bucal, urgências e emergências, prevenção em saúde bucal, odontopediatria, radiologia, cirurgias bucais, dentística, endodontia, periodontia e prótese. Mensalidades a partir de R$ 15,60

São Francisco Odonto

  • Plano Dent Service Individual: consulta, limpeza, obturação, extrações, tratamento de canal, cirurgia, urgência e emergência 24h. A partir de R$ 39 ao mês.

Fonte: Empresas consultadas.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS