Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Efeito coronavírus: máscaras somem do mercado

| 31/01/2020 18:53 h | Atualizado em 31/01/2020, 19:14

A epidemia de um novo coronavírus no mundo já causou uma corrida por máscaras descartáveis em São Paulo, apesar de o Brasil não ter nenhum caso confirmado da infecção. Em farmácias, o produto praticamente sumiu das prateleiras.

Até a tarde desta sexta-feira (31), o coronavírus 2019-nCoV já havia provocado 213 mortes, todas na China e quase 10 mil infecções em todo o mundo. 

A reportagem entrou em contato e buscou por máscaras em mais de 30 drogarias de diferentes pontos da capital paulista. Só seis delas disseram ter o produto e avisaram que a demanda estava fora do comum.

Seja no centro, na Lapa, no Tatuapé, em Pinheiros ou no Itaim Bibi, os relatos mais comuns são de que os estoques não estão dando conta da procura. Na Avenida Paulista, uma das principais áreas de circulação de pessoas na cidade, nenhuma das farmácias consultadas tinha máscaras.

"A venda está bem rápida. Todos os dias a gente repõe e quando chega a noite sempre zera", diz Lívia Viana dos Santos, atendente de uma Drogasil do centro da cidade.

Nas farmácias que fazem parte da rede da Drogaria São Paulo, no estado de São Paulo, as vendas de máscaras entre domingo (26) e quarta (29) aumentaram 26%, segundo a assessoria da rede. Segundo a rede, a busca também aumentou em Minas Gerais. No estado, no mesmo período de tempo, nas Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo a venda do produto cresceu 139%.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS