Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Anvisa amplia grupo de emergência para monitorar ações contra coronavírus

| 29/01/2020 10:12 h | Atualizado em 29/01/2020, 10:24

O estudo realizado com o novo composto à base de paládio - metal raro de alto valor comercial - demonstrou sua eficácia
O estudo realizado com o novo composto à base de paládio - metal raro de alto valor comercial - demonstrou sua eficácia |  Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mudou a composição do Grupo de Emergência em Saúde Pública criado para monitorar e conduzir no âmbito da agência as ações referentes ao novo coronavírus. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo coronavírus já matou 132 pessoas e infectou mais de 6 mil em pelo menos 18 países.

Instituído na terça-feira (28), por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), o grupo inicialmente teria como integrantes o adjunto de Diretor da Primeira Diretoria; um assessor da Terceira Diretoria; o gerente-geral de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados; o gerente de Controle Sanitário de Produtos e Empresas em Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados; o coordenador de Imprensa e Comunicação; e o assessor-chefe do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária.

Nesta quarta-feira (29), no entanto, a agência fez uma retificação, e a equipe da Anvisa que tratará da crise será formada por representantes do gabinete do diretor-presidente da Anvisa; Gerência-Geral de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados; Gerência-Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde; Assessoria de Comunicação; e Assessoria do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. Além disso, caso necessário, poderão ser convocados, a qualquer momento, representantes das demais áreas de atuação da Anvisa. O grupo de emergência terá prazo de duração indeterminado.

Veja mais:

Exame descarta coronavírus em menina brasileira de 10 anos

A cronologia do coronavírus, desde o primeiro alerta na China às suspeitas no Brasil

Brasileiros não vão ser retirados de áreas com surto de coronavírus

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS