search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Rodolffo: “Amor não é roupa para trocar o tempo todo”

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Rodolffo: “Amor não é roupa para trocar o tempo todo”


Israel e Rodolffo (Foto: Divulgação/Jeff Segenreich)Israel e Rodolffo (Foto: Divulgação/Jeff Segenreich)


O “sim, aceito” ou “vamos namorar pelo resto das nossas vidas”, às vezes, pode não sair como esperado. A doçura do amor pode azedar, restando, ao casal, a opção de fazer a fila andar. Mas será que o elixir para curar a dor de um amor não correspondido está em arrumar outro?

Bem, para o sertanejo Rodolffo, que faz dupla com Israel desde quando tinham sete anos, não é bem assim. “Amor não é roupa para trocar o tempo todo”, diz o cantor ao AT2. Os meninos, donos do hit “Batom de Cereja”, até cantam isso, na nova aposta dos goianos, “Só de Sacanagem”.

E o moreno de 32 anos, ou Bastião, para a galera, ainda completa sua tese, defendendo a lealdade a esse sentimento: “O amor é universal. Porém, em cada indivíduo, ele se manifesta de maneira diferente. E é essa diferença que define o esquecer ou não. Amor que se permite trocar como troca de roupa não é amor de fato”, reforça.

Tanto “Batom de Cereja” quanto “Só de Sacanagem” fazem parte do DVD “Aqui e Agora”, gravado em novembro de 2020, em São Paulo. O trabalho conta com 17 faixas inéditas e algumas participações.

“Nossa meta é surpreender a cada passo e, para isso, não nos faltam empenho e criatividade”, garante Israel, de 32 anos.


Israel e Rodolffo - Sertanejos
“Vale tudo e um pouco mais pra ser feliz”


AT2: “Batom de Cereja” é um dos grandes sucessos da dupla e já tem mais de 177 milhões de visualizações no YouTube. Na canção, o rapaz fica só de longe assistindo a uma esnobada da garota, que não economiza nas beijocas. Acompanhado de umas cervejas, ele segue firme e tenta curtir a noite. Para vocês, amar inclui aguentar uma tortura dessa?
Rodolffo: Dizem que quem ama supera tudo. Nesse caso, o limite é suportar a espera.

Já que entramos nas estratégias para resistir a um fora, outra pergunta: por amor vale tudo ou quase tudo? O que não rola?
Israel: Ser feliz resume o nosso motivo de viver. Sendo assim, vale tudo e um pouco mais pra ser feliz.

“Só de Sacanagem” é outra aposta de sucesso da dupla. Na canção, o cara é vingativo, apegado mesmo. Que conselho dariam para esse coração cheio de mágoas?
Rodolffo Quem com ferro fere com o ferro será ferido. O tombo vem, Bastião! (Risos)

E, para quem sofre de amor, o bar e sua atmosfera são melhores do que um divã? É um lance do tipo “terapia raiz”?
Israel: O bar tem a magia de agir com a mesma força, seja ela contra ou a favor.
Dependendo da dose e da playlist também, né? Se tiver tocando Israel e Rodolffo, aí a terapia é forte e sofrida, tortura de raiz. (Risos)

É verdade que foram os pais de vocês que formaram a dupla?
Israel: É verdade! Tudo começou em um bate-papo entre eles ao se conhecerem, em um estúdio musical em Goiânia, onde ambos estavam gravando “jingles” políticos para candidatos de cidade diferentes. Ali, na troca de conversas, fizeram amizade e descobriram algo em comum, além do que estavam ali pra fazer: tinham filhos com a mesma idade e que gostavam de cantar. Daí surgiu o interesse em nos apresentar um ao outro. E não é que deu certo?

Então, pelo visto, a história de vocês com a música, sobretudo a sertaneja, é um lance que vem de berço?
Rodolffo: Sim. Nascemos na música. Mesmo não sendo profissional, meu pai sempre gostou de cantar e compor. Eu aprendi a falar cantando. O Israel da mesma forma. O pai dele não só gostava de cantar e compor como fazia dessa arte o meio de vida como cantor profissional. Temos a mesma idade e a música em nosso DNA.

Hoje, Israel e Rodolffo podem afirmar que estão realizados profissionalmente?
Israel: Podemos afirmar que estamos, sim, realizados. Nos tornamos conhecidos e reconhecidos através do que fazemos e amamos fazer, que é cantar. E, se Deus nos permitir, os frutos dessa oportunidade nos farão realizar outros sonhos complementares que ainda temos a realizar.

E dá para contar alguns planos para o futuro?
Israel: Diante da realidade que estamos vivendo e das limitações físicas do distanciamento social, estamos trabalhando bastante no nosso digital.
Temos nosso DVD “Aqui e Agora” sendo divulgado e sempre estamos conectados aos nossos fãs. Eles são nossa base.

Estiveram esses dias com Wesley Safadão, tem novidade vindo por aí?
Sim. Estamos preparando várias novidades que estarão por aí em breve. E uma delas é uma música com nosso parceiro Wesley Safadão. Gravamos até videoclipe. Está incrível!

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?