search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Restrições alimentares na minha ceia, e agora?
Claudia Matarazzo
Claudia Matarazzo

Claudia Matarazzo


Restrições alimentares na minha ceia, e agora?

Final de ano chegou e é um momento de reunir a família e os amigos para uma refeição grande e deliciosa, cheia calorias e amor fraterno. É claro que dá trabalho, mas no final das contas é divertido e, como é apenas uma vez por ano, vale a pena.

Hoje, com a evolução da medicina e com a propagação de muitas e diferentes correntes e filosofias sobre saúde do corpo, há muito mais informações – e consequentemente mais restrições – de certa alimentação do que até algum tempo atrás.

Não estou falando das restrições por escolha. Estas são tão variadas que não dariam para acompanhar e atender a todas em uma festa grande (Ok, até daria, mas não é uma obrigação dos anfitriões, embora seja simpático).

Falo aqui de pessoas celíacas e outros grupos que correm sérios perigos caso ingiram alimentos “proibidos”. O que fazer? Perguntar a todos? Quando?

Uma coisa por vez – Você certamente já conhece sua turma e sabe quais são os bons de garfo, as preferências da maioria, etc. Em família e com amigos íntimos isso é mais fácil.

De modo que marque as pessoas de quem você não possui essa informação e, ao fazer o convite, pergunte. Ainda, peça sugestões ou recomendações e até mesmo eventuais fornecedores que eles terão prazer em indicar.

Simples assim. Ninguém se ofende, ao contrário, essa é uma atenção extra e uma gentileza insuperável...

Se você for organizar qualquer refeição na sua casa (e não apenas a ceia de Natal), mais do que apenas gentileza, esse gesto mostra respeito por seus convidados e você será sempre lembrado com muito carinho.

Como anfitrião, é sua a responsabilidade de garantir que todos tenham momentos agradáveis – e comam bem, porque nessas festas isso faz parte, certo?

Você não precisa eliminar tudo o que deseja servir, mas é bom ter pelo menos um ou dois pratos para que pessoas com restrições alimentares possam comer sem medo.

Discrição é bom – Há quem não ligue, mas há quem se importe sim que saibam que tem essa ou aquela restrição, até porque detestam ter que explicar, etc.

Ninguém precisa saber das restrições de ninguém, por isso, não comente. Discretamente, aponte tudo o que eles devem evitar e mostre as opções e substitutos.

Se você for o convidado – E se tiver qualquer tipo de alergia, informe ao anfitrião já no momento do convite – para que ele possa se preparar. Fazer isso no dia e na hora é uma tremenda grosseria, ok? Já, se for feito de maneira educada com a devida antecedência, não vai trazer problemas e evita contratempos e constrangimento.

Pois é: com um pouco de planejamento e passando a informação com a solução é mais fácil para todos, relaxar e aproveitar melhor esses momentos preciosos.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Um futuro nem tão ambicioso

Vamos falar do futuro. O futuro que, agora percebemos, foi subitamente sabotado – e está, neste exato momento, sendo repensado, ressignificado, reinventado, e uma porção de outros “res” que nos …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Lições da pandemia

Não vamos falar da finitude, de nossos medos, nem da angústia de ver nossas vidas em risco graças ao total despreparo, da boçalidade e pura teimosia dos titulares de nosso “desgoverno” – que poderiam …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

De meditação a sexo nas lives

Você entraria em uma web suruba? Pagaria para entrar? Confiaria no anonimato da organização? Se ficou perplexo com a possibilidade, saiba que não está sozinho. Mas não apenas as web surubas …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Novo momento, novos horários

Vivemos um novo momento trazido pela pandemia de Covid-19: home office, cursos a distância e reuniões agora fazem parte do nosso dia a dia. Se em casa economizamos preciosas duas horas por dia (que …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Eliminar para iluminar

A frase é da jornalista da Lilian Pacce e foi dita em uma fala sua ao se referir ao desapego. Nessa pandemia, percebemos que é muito, muito mais importante SER do que TER. Ser saudável, ser …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Líder pós-pandemia

É fato: o mundo que conhecemos ficou para trás, em todos os sentidos. Não existe nada de normal no futuro próximo, mas muito de “novo”. Porém, “novo normal”? Não aguento mais ouvir essa bobagem. …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

O que é etiqueta preventiva?

É a nova etiqueta. E se baseia, como na etiqueta tradicional, nos pilares do bom senso e afetividade, acrescentando um fator essencial nesse momento de delicada transição: a biossegurança. Isso …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Desabafo de madame

Passei grande parte da minha vida justificando o rótulo de “madame”, maldosamente aplicado a minha pessoa desde a faculdade de Jornalismo. Na ocasião, nos anos 1970, em plena abertura da ditadura e …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Para fazer diferença com cliente

Atendimento e fidelização – Hoje, palavras-chave para quem quer se diferenciar, principalmente na atividade de atendimento de alimentos e bebidas delivery –, uma das poucas que se manteve, mesmo …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Lute, se cuide e fique bem!

Vidas não se contabilizam, se preservam! A frase, da senadora Mara Gabrilli, merece reflexão mais profunda: neste momento, vemos um enorme afã em se contar mortes – ou vidas que se apagaram. Ou …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados