search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Regras do jogo
Painel da Folha de São Paulo

Regras do jogo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mandou recado a integrantes do PSL de que vai analisar uma a uma as suspensões aplicadas pelo partido a 14 deputados.

Ele indicou que efetivará as sanções apenas se não houver sinais de arbitrariedade nos processos. A ala da sigla ligada a Luciano Bivar, que comanda a legenda, já tem em mãos uma lista com mais de 21 assinaturas para emplacar novo nome na liderança da bancada no lugar de Eduardo Bolsonaro (SP).

Na ponta do lápis
O grupo de Bivar acredita que pode eleger novo líder com apenas 20 assinaturas. Com os 14 suspensos, a conta, segundo essa tese, seria metade mais um de 39 parlamentares e não dos 53 que compõem a bancada.

Bolsa de apostas
Os nomes mais cotados para assumir a liderança são Joice Hasselmann (SP) e Felipe Francischini (PR). Parlamentares defendem que a deputada seja líder até abril, para depois disputar a Prefeitura de SP.

Efeito colateral
A segunda edição da Cúpula Conservadora das Américas, que ocorreria em Fortaleza (CE) neste mês, foi adiada indefinidamente. Criação de Eduardo Bolsonaro, foi afetada pela crise no PSL, que bancou o primeiro evento, em Foz do Iguaçu (PR), no ano passado.

Desconfie
A votação sobre a nova norma que facilita a validação de assinaturas digitais pelo comitê gestor do Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP) teve 9 votos pró mudança, todos do governo, e 3 contrários, da sociedade civil.

Desconfie II
A proposta foi vista com desconfiança por pessoas ligadas ao órgão, que leram a medida como uma forma de favorecer Bolsonaro. O Presidente quer usar certificados digitais para criar a Aliança, que exige 500 mil apoios.

Fogo
Recém-aposentada, a diplomata Débora Barenboim-Salej atacou o embaixador de Israel, Yossi Shelley, em texto restrito numa rede social. Shelley está em pé de guerra com parte da comunidade judaica por seu alinhamento a Bolsonaro.

Roleta
“Embaixadores vêm e vão, especialmente os que não são de carreira diplomática, nomeados em detrimento da competência profissional”, escreveu ela, que é judia e chefiava o escritório do Itamaraty em SP. A assessoria de Shelley mandou fotos de eventos com lideranças judaicas para provar que ele tem apoio.

Me escuta
Deputados que votaram pelo aumento do Fundo Partidário no ano que vem, derrubando o veto que havia sido imposto por Bolsonaro, pressionam os presidentes de seus partidos para terem voz na destinação da verba.

Compensação
Os parlamentares argumentam que, como tiveram o desgaste de votar num assunto que os tornou alvo de críticas nas redes, querem participar da escolha de quais cidades e, principalmente, quais candidatos receberão recursos na eleição de 2020. A pressão ocorre em siglas da direita à esquerda.

Letra miúda
O TSE recebeu sugestão de obrigar os partidos a prestarem contas mensalmente. Resolução em discussão pela Corte falava genericamente em informar gastos em tempo real. “Sem estabelecer prazo, é inócuo”, diz Marcelo Issa, da Transparência Partidária, que conversou com a presidente da Corte, Rosa Weber, a respeito.

Repaginado
Em jantar com empresários ligados ao Grupo Voto, na segunda-feira, Osmar Terra (Cidadania) disse que a nova versão do Bolsa Família, a ser lançada neste ano, terá como eixo emancipar as pessoas do programa. Haverá ainda foco no empreendedorismo, disse o ministro.

Corpo mole
Líderes de partidos ficaram com a impressão de que o governo não se esforça para aprovar o Orçamento de 2020. A peça é a primeira no modelo impositivo – com mais poder ao Legislativo. Numa reunião, governistas deixaram escapar que, para o Planalto, não seria mau negócio governar por parcelas orçamentárias.

Horta
Ligados ao Livres, os deputados Marcelo Calero (Cidadania-RJ) e Tiago Mitraud (Novo-MG) apresentaram emenda a projeto que regula a maconha medicinal para liberar o cultivo da erva. O plantio foi vetado pela Anvisa, o que pode encarecer a obtenção de remédios.

Tiroteio

“O País tem boas iniciativas isoladas, mas infelizmente o MEC não assume o papel de indutor de políticas educacionais”. Da deputada Luíza Canziani (PTB-PR), sobre a estagnação do Brasil na avaliação internacional da qualidade do ensino.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Ponta do novelo

O vídeo com alusão ao nazismo que derrubou o secretário de Cultura, Roberto Alvim, acentuou o racha na comunidade judaica no País. O grupo Judeus pela Democracia pretende usar o episódio para …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Com fé, eu vou

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), baixou na última semana resolução que cria uma via rápida para a aprovação de isenção do IPTU para templos religiosos. A medida entra em vigor em 1º de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

A parte pelo todo

Ao conversar com Jair Bolsonaro, ontem, sobre o vídeo gravado por Roberto Alvim – secretário da Cultura que acabou demitido no episódio –, o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Homem ao mar

Como forma de reduzir a crise na Secretaria de Comunicação, auxiliares de Jair Bolsonaro avaliam que Fábio Wajngarten tem que agir de modo mais efetivo e deveria optar por afastar Fábio Liberman, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devagar com o andor

Apesar da intenção de apresentar a reforma administrativa em fevereiro, a equipe econômica foi advertida de que trechos incomodam algumas categorias de servidores e podem complicar o avanço do tema. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Espólio de guerra

Um dos pontos que o governo avalia para a venda dos Correios é o que fazer com um contingente de cerca de 40 mil pessoas que possivelmente vão perder o emprego com a privatização da estatal. Em …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Ao gosto do freguês

Advogados que atuam em causas penais já vislumbram a possibilidade de usar o juiz das garantias a favor de réus que hoje defendem. Um dos pontos que emergem é a leitura de que a nova figura …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Deixa para amanhã

Governadores de nove estados abriram mão de economizar parte de um total de R$ 2,58 bilhões em 2020 e 2021 ao adiarem o início da vigência de pontos da reforma da Previdência dos militares estaduais …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

A César o que é de César

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a redução do valor do DPVAT neste ano não encerra a queda de braço travada pela área econômica com as administradoras do seguro. A …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O que tem para hoje

Apesar da resistência em autorizar novas despesas, a equipe econômica indicou ao Palácio do Planalto que deve liberar R$ 2,6 bilhões neste ano para o 13º do Bolsa Família. Já a reformulação …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados