search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Registro de armas no Estado aumenta 127%
Fonte Grande
Luiz Trevisan

Luiz Trevisan


Registro de armas no Estado aumenta 127%

No período de um ano, entre 2019 e 2020, o registro de armas junto à Polícia Federal do Espírito Santo aumentou 127%, passando 3.984 unidades para 9.039, no ano passado. E os dados do SINARM, entre janeiro e meados de março deste ano, confirmam a curva do crescimento.

Neste início de 2021, foram 1.206 armas de fogo registradas por cidadãos comuns visando à defesa pessoal, além de instituições, como Polícia Civil, Sejus e Vigilantes. Não figuram nesta estatística as armas registradas e geridas pelo Exército, que regula PM, Bombeiros, Abin e Forças Armadas, assim como caçadores, atiradores e colecionadores.

 (Foto: Secundo Rezende) (Foto: Secundo Rezende)

CACOS DE ARCO-ÍRIS Em meio a tantas nuvens carregadas, perdas e temores, um flagrante de Secundo Rezende, feito em Manguinhos, para amenizar o clima difícil desses tempos. Se fosse o poeta angolano Arlindo Barbeitos, diria que são “cacos de arco-íris em tarde de chuva”. Também faz lembrar a canção do filme “O Mágico de Oz”, “Além do Arco-Íris”, que fala de um lugar onde “os problemas derretem-se como balas de limão, e pássaros azuis voam”.

Clandestinos na mira
Há também todo um armamento clandestino fora das estatísticas. O delegado e deputado estadual Danilo Bahiense diz que esse número, principalmente nas mãos do narcotráfico, é “incalculável”. E propõe uma espécie de anistia, que permita a regularização e posterior controle. Aponta ainda ser necessário levar em conta a proteção que uma arma registrada oferece ao cidadão de bem na cidade, no interior. “Quem registra uma arma não tem intenção de cometer crime, sabe que a polícia vai chegar nele”, frisa.

A propósito
Nos últimos dias, o fogo cruzado: Biden lamentou a “epidemia da violência com armas de fogo, nos Estados Unidos”. Em Brasília, Bolsonaro baixou decretos incentivando o armamento.

Lei de pirotecnia?
Mantém-se regular o foguetório em morros de Vitória, dia e noite. A despeito da lei estadual, de 15 de julho de 2020, que cadastra compradores de fogos de artifício, na tentativa de controle policial, e para evitar a comunicação entre facções criminosas.

Verde que te quero...
Reflorestar áreas degradadas com espécies nativas é tema de debate online, na próxima terça-feira, com participação de especialistas e do governador Casagrande. O projeto de Silvicultura busca acelerar a restauração para fins econômicos. O Espírito Santo tem hoje 15,9% de cobertura com mata nativa, e mais 285 mil hectares nativos em estágio inicial de regeneração. Já o reflorestamento com o exótico eucalipto representa 2,3% da nossa cobertura.

...Espécies de potencial
Há possibilidade de acordo de cooperação entre Seama e Vale para a produção de 16 espécies nativas consideradas com maior potencial de reprodução e comercialização. Figuram nessa lista mudas de jequitibá-rosa, farinha-seca, louro, jacarandá-da-Bahia, ipê-felpudo, carvoeiro-amarelo, oiticica, macanaíba, paineira e aroeira-do-sertão.

Lugar do índio
Hoje situada no pátio do antigo Clube Saldanha da Gama, em Vitória, a histórica estátua do índio Araribóia segue gerando polêmica, por seu paradeiro errante. Vem aí o Dia do Índio e recrudesce o movimento por lugar mais visível para a estátua. De preferência, na Beira-Mar.

No mais...
Em plena pandemia, o paraíso terrestre existe. Fica na... Nova Zelândia. Com ciência, controle e consciência coletiva, já promove festival de música para 20 mil pessoas sem máscaras.


GALERIA


BLOCO NA RUA Com direção de Aroldo Sampaio, a banda Cabine 65 homenageia Sérgio Sampaio com lives, de terça a quinta desta semana, no YouTube, às 19 horas.

NOVO STÉREO O sistema “Dolby Atmos” é o novo sonho de consumo nos estúdios de gravação. Possibilita o registro das altas frequências sonoras abafadas na impressão convencional.

NOVO VINHO A “maceração carbônica” é a pedida da vez entre apreciadores de vinho ávidos por novidades. Reduz o açúcar das uvas e alivia os taninos.

MUSEU EM MUQUI Em andamento as obras de restauro do Museu Dirceu Cardoso, em Muqui. Antes de virar senador, Dirceu Cardoso administrou um histórico colégio no município.

FILOSOFIA NA PANDEMIA “O que aplaudem os endinheirados do Brasil?”. De Vera Magalhães citando a falta de oxigênio, hospitais superlotados, fome rondando e 350 mil mortes.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados