search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Recorde de fraudes com empréstimo consignado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

Recorde de fraudes com empréstimo consignado


Sede do INSS, que articulou com a Secretaria  do Consumidor avaliação das instituições que operam o consignado (Foto: Divulgação)
Sede do INSS, que articulou com a Secretaria do Consumidor avaliação das instituições que operam o consignado (Foto: Divulgação)

Um total de 40.663 reclamações relacionadas ao consignado foram feitas entre janeiro e julho deste ano, de acordo com dados da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). O número record é 127% maior do que o registrado em todo o ano passado.

A disparada de queixas levou o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJPS) e o Ministério da Economia a iniciarem uma força-tarefa para combater fraudes e abusos contra o consumidor nas operações desse tipo de crédito.

A Senacon articulou com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) uma avaliação das instituições financeiras que operam o consignado. Além disso, iniciaram uma força-tarefa para estudar uma forma de ranquear infratores e criar campanhas educativas e um guia de boas práticas.

As fraudes são dos mais diversos tipos. Morador de Vila Velha, o analista de seguros Gabriel Pioto Ramos Sousa, 21, contou que a mãe dele é pensionista e que teve o dinheiro de um empréstimo consignado depositado na conta dela, sem ter feito a solicitação.

“O banco disse que ela tinha feito a solicitação. Ela explicou que não, então pediu para ver o contrato. Nele estava a assinatura dela de solteira, que ela não usava mais. Além disso, a documentação foi recebida em uma data que ela estava viajando”, revelou.

A advogada especialista em direito previdenciário Catarine Mulinare lembrou que 80% dos benefícios previdenciários são de um salário mínimo, muitos deles pagos a pessoas iletradas ou de pouco conhecimento, que acabam caindo em golpes. “É papel do governo proteger essa população e garantir a ordem social”.

Antônio de Castro Reis, coordenador do Sindicato Nacional dos Aposentados no Espírito Santo (Sindnapi-ES), explicou que o assédio aos aposentados para fazer o consignado é grande demais. “As financeiras ficam sabendo da aprovação da aposentadoria antes dos aposentados. Mas oficialmente essas informações não são fornecidas.

Eles conseguem de forma ilícita”. A reportagem procurou o INSS, mas não recebeu retorno até o fechamento da edição.

No Procon Estadual, entre as principais reclamações está a de empréstimos concedidos automaticamente sem consentimento do consumidor.

Idosos são mais vulneráveis, alertam especialistas

Muitos idosos aposentados passam por dificuldades financeiras e são extremamente vulneráveis, sem familiares que possam ajudá-los, de acordo com o advogado Renan Fontana, especialista em Direito do Consumidor.

“Essas são as vítimas perfeitas desse tipo de fraude. Muitas vezes, esses idosos também são analfabetos. O fraudador, que já é experiente, os assedia por telefone. A operadora de crédito fala que atua em nome do banco, ganhando a confiança dessas pessoas”, explicou.

O profissional recomenda que o aposentado sempre fique atento ao receber qualquer ligação de terceiros solicitado cópias de documentos.

“Com a pandemia, esse tipo de contato para enviar documentos por meios virtuais se tornou comum. Sempre oriento os clientes para que nunca enviem cópia de documentos a pessoas estranhas, e semestralmente acessar o histórico consignado junto ao INSS, com o fim de verificar se há alguma irregularidade”, ressaltou Fontana.

Normalmente, as pessoas que se aproveitam de idosos atraem as vítimas pela conversa, segundo a psicóloga Cláudia Calil.

“Os criminosos estudam o idoso, pressupõem comportamentos, falam de músicas antigas e fingem que são amigos da vítima. As famílias precisam orientar os idosos a não conversar com estranhos, a não falar da sua vida, pessoalmente ou ao telefone.”


Saiba mais


Fraudes mais comuns

  • Criminosos entram em contato com aposentados alegando ser do INSS. Conseguem os dados e fazem o empréstimo consignado em nome deles.

  • Bancos e financeiras conseguem de forma ilegal os dados dos beneficiários do INSS e começam o assédio oferecendo empréstimo antes mesmo de eles saberem que tiveram a aposentadoria aprovada.

Procon

  • De janeiro até ontem o Procon estadual recebeu 374 reclamações sobre o assunto. No mesmo período do ano passado foram 286.

  • Entre as principais demandas estão empréstimos automáticos sem consentimento do consumidor.

O que fazer

  • Existem diversas formas de resolver problemas envolvendo empréstimo consignado. Em alguns casos é possível resolver com o auxílio do Procon. Se não for possível, outro caminho é buscar a Justiça.

  • As vítimas de fraude também podem registrar a ocorrência na delegacia ou realizar o registro por meio do site delegaciaonline.sesp.es.gov.br.

  • Disque-Denúncia: 181.

Fonte: Procon estadual e INSS.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados