search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Quíntuplos capixabas vão à escola pela primeira vez

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Quíntuplos capixabas vão à escola pela primeira vez


Jayme, Benício, Bella, Laís e Beatriz estudam na mesma sala (Foto: Acervo Pessoal)
Jayme, Benício, Bella, Laís e Beatriz estudam na mesma sala (Foto: Acervo Pessoal)
Com 1 ano e 6 meses, os quíntuplos capixabas foram para a escola pela primeira vez.

Os pais, Mariana Mazzelli, de 36 anos, e Jayme Reisen, 37, levaram duas horas para preparar tudo com a ajuda da vovó materna, Marina, e a babá, Daniele.

Jayme, Benício, Bella, Laís e Beatriz estudam na mesma sala, na Oficina da Criança, e já mobilizaram pedagogas, ajudantes de sala e até a responsável pela escola, a dona Martha Vasconcellos, para tomar conta da tropa.

“É uma emoção muito grande poder trazê-los para a escolinha. Moramos em apartamento e, por mais amplo que seja, eles precisam de estímulos para se desenvolverem. O atendimento aqui é fantástico”, conta Mariana.

O pai completa: “Eles já ficaram na Utin (Unidade de Terapia Intensiva Neonatal) por quatro meses; logo depois, começaram a enfrentar a pandemia, e não tiveram muita oportunidade para conhecer outras crianças. Eles precisam socializar, e acredito que poderão desenvolver na escola”.

Arrumar os cinco não é tarefa fácil. No primeiro dia, foi uma hora para dar banho, arrumar a bolsa, e dar almoço para todos.

“Quando terminamos o quinto, o primeiro já estava bagunçado”, brinca Jayme.

Também é a primeira vez que a escola recebe cinco irmãos de uma só vez.

“A escola existe há 19 anos, e é a primeira vez que recebemos quíntuplos. Trabalhamos com 10 crianças por sala com duas profissionais. Na sala dos quíntuplos, reduzimos esse número para oito crianças, para que as profissionais possam trabalhar mais tranquilas”, salienta a dona e pedagoga Martha.

O protocolo da Covid-19 prevê uso de máscara para crianças acima dos 3 anos.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados