search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Proposta para reduzir preços dos videogames

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

Proposta para reduzir preços dos videogames


PlayStation 5 Digital Edition (Foto: Divulgação/ Sony)
PlayStation 5 Digital Edition (Foto: Divulgação/ Sony)

O deputado federal (DEM-SP) Kim Kataguiri enviou ao Ministério da Economia um pedido de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre videogames, como alternativa para reduzir os preços do PlayStation 5 e do Xbox Series no Brasil.

De acordo com Kataguiri, os impostos sobre os consoles chegam a quase 100%, uma vez que são classificados pela Receita Federal como “jogos de azar”.

Além da alíquota do IPI, que pode chegar a 40%, ele cita a incidência do ICMS e do PIS/Cofins como grandes culpados dos preços elevados.

Junto ao pedido, o parlamentar enviou um estudo da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados que sugere uma alíquota de 15% do IPI.

Conforme a proposta, a redução não prejudicaria os cofres públicos e, por outro lado, ajudaria a fomentar a produção de videogames no Brasil, gerando mais empregos.

Ainda segundo o deputado, a sobretaxa leva o brasileiro a adquirir videogames em outros países ou por contrabando.

Na proposta, o deputado também citou a saída da Sony do Brasil como consequência dos impostos elevados e disse que os preços menores fariam o volume de vendas aumentar significativamente, sendo benéfico para todos.

A sugestão de Kataguiri para reduzir os preços dos videogames dividiu opiniões nas redes sociais. Enquanto muitos gamers apoiaram a iniciativa, outros se mostraram desconfiados da proposta.

Um dos principais críticos à proposta foi o ator e apresentador Luciano Amaral. Em seu perfil no Twitter, ele alertou:

“São 20 anos trabalhando com videogames. Toda vez que apareceram propostas ‘mágicas’ de políticos para redução do preço dos games, a intenção real sempre se mostrou ser outra no final das contas”.

Amaral comentou que o tema é mais complexo do que aparenta e envolve diversos outros fatores, como “logística, segurança e confiabilidade no País”.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados