search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Professores vão começar a ser vacinados no dia 15 deste mês

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Professores vão começar a ser vacinados no dia 15 deste mês


Após o início da vacinação de policiais, bombeiros e guardas municipais, na manhã de terça-feira (6), o governo do Estado irá começar na próxima semana a vacinar também professores contra a Covid-19, com prioridade para aqueles de maior idade.

O governador Renato Casagrande reafirmou na terça que a vacinação dos professores será no próximo dia 15. Em pronunciamento no último dia 25, ele disse que a imunização começaria pelos “profissionais de mais idade”.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, explicou que serão vacinados professores das redes pública e particular da ativa.

“Os professores já fazem parte do grupo prioritário definido pelo governo federal. No entanto, o governo do Estado irá antecipar a
vacinação deles, usando as doses de reserva técnica (5% de cada
remessa reservados para possíveis perdas). Essa imunização não irá afetar a vacinação de demais grupos”, destacou.

Ela frisou que serão definidos detalhes da vacinação, mas que ela deve ocorrer de forma escalonada, começando pelos de maior idade.

Outro ponto ainda em definição, é se será para todos os trabalhadores da educação ou apenas para professores. “Os trabalhadores da educação básica no Estado, considerando todos que atuam em escolas, são 51.930 pessoas. Já da educação superior, são 14.215”.

Essas regras serão publicadas em resolução da Comissão Intergestores Bipartite. “A organização da vacinação deverá ser feita pelos municípios, com agendamento.”

O diretor de Comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), Paulo Loureiro, comemorou a inclusão dos professores. “Inicialmente a imunização será pelo critério da idade, ou seja, profissionais mais velhos serão vacinados primeiro. Amanhã (hoje) haverá uma audiência virtual com a presença da Sesa, quando teremos mais informações”.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, disse que, na rede estadual, há cerca de 14 mil professores da ativa, entre efetivos e DTs (designação temporária). Sobre a imunização desse público, ele explicou que os critérios estão sendo definidos pela Sesa.

Eliete Pereira Becalli é  professora da rede municipal de Cariacica (Foto: Dayana Souza/AT)
Eliete Pereira Becalli é professora da rede municipal de Cariacica (Foto: Dayana Souza/AT)


“É uma excelente notícia”


Quem está contando os dias para ser imunizada contra a Covid-19 é Eliete Pereira Becalli, professora da rede municipal de Cariacica.

“É uma excelente notícia. Tenho 58 anos de idade e estou na expectativa de ser vacinada a partir da semana que vem, quando começa a vacinação para os professores”.

Ela considera que os profissionais da educação, segurança pública e motoristas de ônibus deveriam ter sido incluídos nos grupos prioritários logo depois de imunizar os trabalhadores da saúde, que são da linha de frente no enfrentamento à Covid-19.

Mesmo após receber as duas doses da vacina, ela está ciente de que o uso da máscara terá de ser mantido por mais um tempo, assim como os hábitos de higiene.


Saiba mais


Vacinação de professores

  • O governo do Estado irá antecipar a vacinação contra a Covid-19 dos professores das redes pública e particular da ativa a partir do próximo dia 15.

  • O grupo de trabalhadores da educação está entre os prioritários na lista do Ministério da Saúde. No entanto, seria feito em um outro momento da imunização.

Reserva

  • O governo do Estado vai fazer a vacinação dos professores e policiais usando doses da chamada reserva técnica, que são as doses a mais (5% do total de cada remessa) que chegam para eventuais perdas, como no caso de problemas no armazenamento e conservação.

  • Como o Estado teve poucos problemas de perdas, a reserva será destinada à vacinação dos dois grupos.

Critérios

  • Trabalhadores da educação ainda terão definidas nos próximos dias as regras para a vacinação, que deve ser feita de forma escalonada, iniciando por aqueles com maior idade, até os grupos mais jovens.

  • Também haverá definição se serão contemplados neste momento todos os trabalhadores de escolas ou apenas os professores.

  • Um dos pontos que já se sabe é que os professores da educação básica, ou seja, das creches até o ensino médio, profissionalizante e educação de jovens e adultos serão primeiro. Depois, vêm os do ensino superior.

Números

  • Rede pública estadual: tem cerca de 14 mil professores

  • Rede privada: tem uma média de 13 mil professores.

Próximos grupos prioritários

  • Pessoas de 60 a 64 anos (deve ser iniciada nesta semana).

  • Pessoas de 18 a 59 anos com comorbidades.

  • Pessoas com deficiência permanente.

  • Pessoas em situação de rua.

  • População privada de liberdade.

  • Funcionários do sistema de privação de liberdade

  • Trabalhadores da educação do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental e médio, profissionalizantes e EJA) - antecipado pelo governo do Estado

  • Trabalhadores da educação do ensino superior - antecipação pelo governo do Estado

  • Forças de segurança e salvamento (parte antecipada).

  • Forças Armadas (parte antecipada).

  • Trabalhadores de transporte coletivo de passageiros.

  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário.

  • Trabalhadores de transporte aéreo.

  • Trabalhadores de transporte aquaviário.

  • Caminhoneiros.

  • Trabalhadores portuários.

Fonte: Governo do Estado, Sinpro e Sindiupes.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados