search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Professores de Vitória organizam manifestação nesta sexta contra volta às aulas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Professores de Vitória organizam manifestação nesta sexta contra volta às aulas


Protesto contra o retorno das aulas presenciais em Vitória (Foto: Divulgação/ Sindsmuvi)Protesto contra o retorno das aulas presenciais em Vitória (Foto: Divulgação/ Sindsmuvi)

Professores de Vitória fazem um protesto na manhã desta sexta-feira (7) contra o retorno das aulas presenciais na capital.

A concentração da carreata foi na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e seguiu para a prefeitura.

Organizada pelo Grupo de Professores Associados pela Democracia de Vitória (Pad-Vix), a manifestação contou com a presença do Sindicato dos Servidores Municipais de Vitória (Sindsmuvi).

A presidente do sindicato, Waleska Timóteo, disse que mais de 250 veículos participam da carreta. 

“O Sindsmuvi está fazendo esta carreata em defesa da vida. Entendemos que retornar às aulas agora é uma política preocupante e que não garante a vida das pessoas”, disse. 

Waleska destacou ainda que “estamos em um processo de vacinação (contra a Covid-19) muito lento, que não garante uma imunidade considerável de pessoas. Por isso, nós entendemos que não é possível o retorno”.

A prefeitura anunciou nesta semana que as aulas presenciais voltam na segunda (10). A decisão foi tomada após uma reunião que contou com a participação do Sindicato das Escolas Particulares do Espírito Santo (Sinepe), Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) e o professor e coordenador da Sociedade Brasileira de Pediatria, Rodrigo Aboudib.

"Com muita responsabilidade e serenidade, o município de Vitória vem debatendo a necessidade do retorno da volta às aulas. Tivemos intensos debates, ouvindo, dialogando e interagindo. É chegado o momento do retorno. Estamos perdendo toda uma geração. Não dá mais para aceitar esta condição. Temos que respeitar a ciência, ouvir os especialistas, mas também os pais, mães, aflitos, que estão em suas residências e os nossos jovens perambulando pelas ruas apesar dos esforços dos nossos professores", afirmou o prefeito Lorenzo Pazolini.

O governo do Estado não autorizou o retorno presencial das aulas em municípios classificados em risco alto ou extremo, de acordo com o Mapa de Risco. Uma decisão sobre o tema será divulgada ainda nesta sexta.
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.