search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Professor e universitário investigados por pornografia infantil na internet no Estado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Professor e universitário investigados por pornografia infantil na internet no Estado


Quatro capixabas foram alvos de uma operação de combate à pornografia infantil que aconteceu na quarta-feira (9), em todo o Brasil e em outros seis países. Entre os investigados, havia um professor e um universitário. Um serralheiro de 40 anos, morador de Marechal Floriano, na região Serrana, foi preso em flagrante com fotos e vídeos no computador.

A Operação Luz da Infância, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, teve apoio até de um órgão de investigação do governo federal dos Estados Unidos. Em solo americano, quatro suspeitos foram presos.

Aqui no Brasil, ao todo, 39 investigados foram detidos. No Paraguai foram quatro, e na Argentina 26. Equador e Panamá também participaram da ação, que, no total, cumpriu 176 mandados de busca e apreensão domiciliar.

“No Estado foram quatro mandados de busca e apreensão cumpridos em Colatina, Marechal Floriano, Vila Velha e na Serra. Em Marechal, encontramos arquivos com pornografia infantil no computador do alvo, que foi preso”, contou o delegado Brenno Andrade, da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC).

Polícia Civil (Foto: Taynara Nascimento)Polícia Civil (Foto: Taynara Nascimento)

Em Colatina, o investigado era um montador de móveis. Já em Vila Velha, o alvo era um estudante de artes plásticas da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). “Nesses dois verificamos indícios de que em algum momento já tinham baixado o conteúdo pornográfico. Os aparelhos foram apreendidos e serão periciados”, explicou o delegado.

Na Serra, as buscas aconteceram na casa de um professor de geografia, de 43 anos, que também trabalha como motorista de aplicativo. “Nessa casa não encontramos nenhum indício, mas os aparelhos também foram apreendidos para investigação”, ressaltou Andrade.

O serralheiro de Marechal foi autuado por armazenar conteúdo pornográfico relacionado à criança e adolescente. Ele pagou uma fiança de R$ 1.100 e foi liberado.

De acordo com o delegado, vasto material, dentre fotos e vídeos, foram encontrados no computador apreendido. “As pessoas baixam esse material e possivelmente também estavam compartilhando”, frisou. “Importante destacar o apoio que tivemos da Delegacia Regional de Colatina e da Delegacia de Marechal, que nos apoiaram na ação”, completou.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.