search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Prisão após segunda instância vai agilizar trabalho da Justiça
Tribuna Livre

Prisão após segunda instância vai agilizar trabalho da Justiça

Está em tramitação, na Câmara dos Deputados, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) nº 199/19 sobre prisão após segunda instância. O Código de Processo Penal (CPP), em 2011, sofreu radical alteração, no que tange ao efeito da sentença condenatória. Vigorava o art. 393, revogado, que previa: “São efeitos da sentença condenatória recorrível: I -ser o réu preso ou conservado na prisão, assim nas infrações inafiançáveis, como nas afiançáveis enquanto não prestar fiança”. E mais: até 2008, o réu não poderia apelar sem recolher-se à prisão.

Hoje, ele pode recorrer em liberdade e só poderá ser preso depois de transitada em julgado a sentença condenatória, ou seja, quando não couber mais recurso.

É o que diz o art. 283 do CPP vigente: “Ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de prisão cautelar ou em virtude de condenação criminal transitada em julgado”.

Hoje, com base no CPP, na Constituição e no RI dos Tribunais, são admissíveis recursos na 1ª instância: embargos de declaração, apelação, recurso em sentido estrito e carta testemunhável.

Na 2ª instância, são permitidos embargos de declaração, embargos infringentes, recurso especial e carta testemunhável.

Perante o STJ, são admissíveis embargos de declaração, recurso ordinário, recurso extraordinário, carta testemunhável, agravo em recurso especial e agravo interno. E perante o STF: embargos de declaração, embargos infringentes e embargos de divergência. E mais: nas três instâncias superiores, cabe, ainda, o pedido de correição parcial.

Diante de tanto recurso, torna-se imprevisível a época em que o condenado vai cumprir a pena que lhe foi imposta. E pior: em muitos casos, ocorre a prescrição, ou seja, a perda do direito do Estado de punir o autor de um crime. Assim prevê o art. 107 do Código Penal: “Extingue-se a punibilidade: (...) IV – pela prescrição...”

Em 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) admitiu a execução da pena após condenação em segunda instância. No ano passado, entretanto, o mesmo STF decidiu que a prisão deve ocorrer só após trânsito em julgado, ou seja, depois que todos os recursos estiverem esgotados.

O atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, manifestou-se favoravelmente à prisão após confirmada a condenação em instância superior. Pretende, inclusive, levar a matéria a plenário para nova discussão. E foi taxativo:

“Tramita na Câmara dos Deputados uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que determina a prisão após condenação em segunda instância. Se a proposta passar no Congresso, o STF não precisaria interferir na matéria”.

A aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 199/19 proporcionará mais agilidade nos trabalhos da Justiça, na área criminal, combatendo, assim, a criminalidade que, desgraçadamente, reina em nosso país, por força de uma legislação arcaica, que, de certa forma, estimula a violência.

Solimar Soares da Silva é escritor e juiz de Direito aposentado.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A escola de educação infantil e a pandemia do novo coronavírus

A quarentena e, consequentemente, o isolamento social, afetaram diversos setores, entre eles o educacional, seja a rede pública – município, estado e União – ou privada. Nesse contexto, vimos nossas …


Exclusivo
Tribuna Livre

A pandemia do novo coronavírus, o trânsito e a coletividade

Muito se fala sobre as lições que a pandemia nos trouxe e, de fato, tanta dor, sofrimento e incerteza permitem uma série de reflexões sobre nosso comportamento como indivíduos e como sociedade. …


Exclusivo
Tribuna Livre

Novembro Azul: evolução no combate ao câncer de próstata

Sociedades de Urologia pelo mundo afora recomendam a realização de exames para detecção precoce do câncer de próstata e, no mês de novembro, nós lembramos a comunidade da importância disso. A …


Exclusivo
Tribuna Livre

A pandemia e a violência contra a mulher no Brasil

Os “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” começa na próxima quarta-feira (dia 25), quando se comemora o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Prioridades para novos gestores vão além de apenas administrar

A disputa eleitoral já passou, portanto, sabemos temos definida parte dos próximos gestores municipais. Como faz parte do jogo democrático alguns ganham e outros perdem, que essa lógica seja …


Exclusivo
Tribuna Livre

No mês da Consciência Negra, Palmares não pode negar Zumbi

Interminável ano de 2020. Nem o maior dos incrédulos, poderia imaginar que depois dos “anos de chumbo”, estaríamos vivenciando tempos tão difíceis. Tentativas, após tentativas, de se desconstruir os …


Exclusivo
Tribuna Livre

Afinal, na tragédia das marquises, de quem é a responsabilidade?

Não raro, acompanhamos pela imprensa a ruptura de edificações. Recentemente foi a vez do rompimento e queda, sobre logradouro público, de uma estrutura próxima a Praça Oito, local onde circulam …


Exclusivo
Tribuna Livre

A Lei Geral de Proteção de Dados e as informações de passageiros

Muito se tem falado sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em 2018 pelo então presidente Michel Temer, que passou a vigorar em 18 de setembro deste ano. A lei se pauta nos direitos …


Exclusivo
Tribuna Livre

Espírito Santo entre os estados que mais importam no País

Ao longo dos últimos anos a receita de ICMS advinda da importação de mercadorias através dos portos e aeroporto do Estado vem crescendo e tendo grande relevância para as políticas públicas do …


Exclusivo
Tribuna Livre

A necessidade de prevenção para evitar ataques cibernéticos

Na semana passada o Brasil foi vítima do que tem sido considerado por muitos especialistas como o maior ataque hacker de sua história. Absolutamente todos os dados e documentos do Superior Tribunal …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados