search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Homem é preso acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas em Linhares

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Homem é preso acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas em Linhares


Acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas, um homem de 52 anos foi preso em Linhares, na segunda-feira. Os abusos aconteceram em épocas diferentes, mas, em todos os casos, as meninas eram menores de idade. A vítima mais recente foi uma sobrinha de 7 anos.

A família descobriu o crime quando a menina estava conversando pelo WhatsApp com uma colega de escola.

“Ela contou que teria sido abusada e essa colega então questionou se ela já havia contado para a mãe ou para o pai sobre a violência sofrida. A mãe da menina, monitorando o celular, viu a conversa e questionou à filha”, explicou a titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Linhares, delegada Silvana Soeiro.

A criança revelou os abusos e a família acionou a polícia. A menina foi examinada no Serviço Médico Legal (SML) de Linhares e o laudo comprovou o estupro, com o rompimento do hímen. Cerca de um mês depois, a irmã dela, atualmente com 18 anos, procurou a delegacia, informando que também foi violentada quando tinha entre 12 e 13 anos.

Após a nova denúncia, duas filhas do investigado, que hoje são adultas, compareceram à DPCAI relatando que sofreram os mesmos abusos quando tinham cerca de 10 anos. Na semana passada, a última vítima, mais uma sobrinha, apresentou o mesmo relato.

Até então, as meninas não sabiam que as familiares também tinham sido violentadas. “Ele é aquele tipo de tio maravilhoso que as crianças gostavam, elas mesmas relataram isso. Ele dava doces, se passava por uma pessoa boa, mas se aproveitava dessa aproximação para levar as meninas para locais afastados de outras pessoas e praticar atos criminosos. Ele tocava as partes íntimas, introduzia dedos e chegou à conjunção carnal”, ressaltou a delegada.

Segundo as investigações, os crimes ocorreram entre os anos de 2005 e 2020, sempre na cidade de Linhares. O mandado de prisão preventiva foi expedido no último sábado. Na segunda, o suspeito foi localizado em casa e não ofereceu resistência à prisão. Ele já foi encaminhado para o sistema prisional, onde está à disposição da Justiça.

O bairro onde os crimes aconteceram e a identidade do criminoso não estão sendo reveladas para a proteção das vítimas.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados