search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Prefeituras alertam moradores para notícia falsa sobre auxílio

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

Prefeituras alertam moradores para notícia falsa sobre auxílio


Uma mensagem encaminhada por WhatsApp fez com que moradores esperançosos procurassem as prefeituras de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, e Linhares, no Norte. Aproveitando a preocupação das famílias, que tiveram sua renda afetada pelo fim do Auxílio Emergencial, a mensagem compartilhada por golpistas oferece um cadastro para uma ajuda de R$ 130.

Aproveitando a preocupação das famílias, que tiveram sua renda afetada pelo fim do Auxílio Emergencial, a mensagem compartilhada por golpistas oferece um cadastro para uma ajuda de R$ 130 (Foto: Divulgação)
Aproveitando a preocupação das famílias, que tiveram sua renda afetada pelo fim do Auxílio Emergencial, a mensagem compartilhada por golpistas oferece um cadastro para uma ajuda de R$ 130 (Foto: Divulgação)
Sem especificar o nome do município, a mensagem diz “A Prefeitura Municipal abriu inscrições para o Programa Renda Mensal Familiar 2021. As famílias cadastradas receberão o auxílio de R$130 por mês. O cadastro é online e está disponível apenas no site oficial do Programa”, exibindo um link logo em seguida, para uma página onde o morador pode preencher com seus dados pessoais.

De acordo com a Prefeitura de Linhares, a Secretaria Municipal de Assistência Social registrou grande procura por informações nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) e na Central de Cadastro Único. Entretanto, não há registros de pessoas que tenham caído no golpe.

Já a Prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim informou que fez um alerta para a população, ressaltando que a informação é falsa e que pode se tratar de um golpe.

Esse tipo de golpe é chamado de “phishing”. Com um link falso enviado para o celular da vítima, por WhatsApp ou SMS, a pessoa que recebe a mensagem realmente digita as informações pessoais e números de cartão de crédito, acreditando se tratar de um canal oficial. “Em outros tipos de phishing, a pessoa acaba baixando um arquivo no celular ao clicar no link. Por meio desse arquivo, o criminoso consegue invadir o celular da vítima e ter acesso a suas informações”, explicou o consultor de Segurança da Informação Paulo Roberto Penha.

Para evitar cair nessas armadilhas, o especialista recomenda que as pessoas mantenham um antivírus instalados em seus smartphones, e evitem clicar em links que chegam por mensagem.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados