search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Prefeitos podem usar Covid e dar golpe na eleição
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Prefeitos podem usar Covid e dar golpe na eleição

A emenda constitucional que alterou a data da eleição municipal deste ano pode favorecer prefeitos mal nas pesquisas a aplicarem um golpe.

A nova data da eleição é 15 de novembro, mas como tem autoridade conferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de definir medidas contra a Covid-19, qualquer prefeito pode adiar a eleição até 27 de dezembro alegando “risco aos eleitores” em razão da pandemia.

A decisão é apenas administrativa, nem precisa ser confirmada pelos vereadores.

Autoridade conferida
O STF determinou que são as autoridades locais que têm o poder de determinar isolamento, quarentena ou lockdown.

Tribunal Superior Eleitoral (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Tribunal Superior Eleitoral (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Abusos serão analisados
O Tribunal Superior Eleitoral não parece atento ao golpe, mas garante que “eventuais casos de abusos serão analisados individualmente”.

Ferramenta de interferência
Especialista em eleições revelou a esta coluna que campanhas em todo o país discutem a possibilidade de usar a covid como “utensílio eleitoral”.

Vírus na disputa
“Imagina o impacto de uma quarentena a dez dias da eleição em municípios pequenos”, disse o analista. “O impacto é inegável”, conclui.

Segunda onda de Covid-19 na Europa preocupa OMS
Com situação basicamente controlada no Brasil, a Organização Mundial da Saúde (OMS) se volta para a Europa, que tem apresentado uma nova escalada no número de novos casos de coronavírus. Enquanto o Brasil reduziu novas infecções em cerca de 40%, vários países europeus têm registrado taxas de contágio ainda maiores que as observadas durante o pico do início do ano. Na França, a média de casos diários já superou a marca de 9 mil, exatamente o dobro do pico, e segue tendência de alta.

Preocupante
No Reino Unido, a média de novos casos saltou de 545 no início de julho para cerca de 3,5 mil esta semana. Na Itália, foram de 175 para 1,4 mil.

Observando de perto
A Espanha, outro caso emblemático, parece ter contido o novo avanço. Novos casos passaram de 229 para 8,7 mil, mas recuaram para 5,5 mil.

Redução bem-vinda
No mesmo período, o Brasil, com população três a quatro vezes maior, reduziu sua média de novas infecções de 46,2 mil para menos de 30 mil.

Balde de água gelada
Enquanto o TSE liberava candidatura de fichas sujas, o TCU divulgava 7.354 gestores que meteram a mão. Balde de água geladíssima, em tempos calorentos, para muita gente que já tinha botado o bloco na rua.

Show de consciência
O aeroporto internacional JK, de Brasília, registrou movimento digno dos tempos pré-pandemia, desde sexta-feira (18). O aeroporto não está nem aí, mas os passageiros, estes sim, dão exemplo: todos usando máscara.

Baleia em campanha
A eleição para o comando da Câmara dos Deputados é só no início de fevereiro, após o recesso, mas um dos pretendentes ao cargo, Baleia Rossi (MDB-SP), tem conversado muito com seus colegas.

R$ 200 bilhões na economia
O Ministério da Cidadania fez as contas: o investimento do governo federal no auxílio emergencial chegou a R$ 200 bilhões, nesta sexta-feira (18). São 67,2 milhões de pessoas beneficiadas com os recursos.

Volta ao normal
Várias escolas particulares do Distrito Federal começam a volta às aulas presenciais nesta segunda. O retorno começará pela educação infantil e na semana seguinte o ensino fundamental. Sempre de forma facultativa.

Só nós
Ao explicar sua determinação ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, de que estados e municípios devem se preparar para a volta às aulas, o presidente Bolsonaro não se conteve: “Só tá faltando nós!”

Pandemia no festival
A primeira edição o Festival de Cannes completa 74 anos, hoje. Até este ano, era a única a ter sido adiada; por sete anos, durante a II Guerra Mundial. A edição 2020 não só foi adiada, pela primeira vez na História não há qualquer evento presencial previsto.

Liberdade garantida
O juiz Thomas Schons arquivou ação do presidente da Câmara de São Gonçalo do Rio Abaixo (MG), Flávio Oliveira (PDT), contra uma cidadã, mãe de um garoto com paralisia cerebral. Ela chamou o político de “safado” e “corrupto” no Facebook. Para o juiz, o processo era injusto.

Pergunta no plenário
Já se pode chamar Rodrigo Maia de futuro-ex-presidente da Câmara?


Poder sem pudor


Conversa indesejável

Governador da Paraíba nos anos 1970 e aliado do regime militar, Ernane Satyro não era dado a amabilidades. Certa vez, num voo para Brasília, instalou-se na primeira fila e enterrou o rosto num livro aberto, para evitar conversas indesejáveis.

Um passageiro sentou-se ao seu lado. “Eis uma ótima chance para conversar com o senhor, governador!” Satyro fechou o livro, levantou-se, olhou o homem e despachou: “Boa oportunidade para o senhor, não para mim”. E foi procurar outro lugar.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

ONGs tentam impedir ferrovia no tapetão do TCU

Organizações não-governamentais (ONGs), que recebiam milhões do governo (até o presidente Jair Bolsonaro fechar a torneira) agora tentam, através de ação do Ministério Público, atrapalhar investiment…


Exclusivo
Cláudio Humberto

Intrigas teriam como fonte assessoria de Ramos

A polêmica envolvendo o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente), que reagiu a “fofocas e intrigas” que “atrapalham o governo Jair Bolsonaro”, lançou luz sobre uma queixa crescente contra a assessoria …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Senado censura opinião do cidadão há 42 dias

Já passa de 42 dias a “manutenção” usada como desculpa pelo Senado para retirar do ar, no site oficial, consultas públicas sobre os projetos em tramitação. A censura se estabeleceu após a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Oxford indenizará família se morte derivar da vacina

A morte do médico de 28 anos que participava dos testes da vacina de Oxford gerou uma preocupação inicial na equipe que conduz os estudos clínicos, além da repercussão negativa, por uma cláusula do …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Senado dá um drible no STF para proteger cuecão

A manobra do Senado teve significado de drible nos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que se preparavam para apoiar, hoje, a decisão monocrática do ministro Luís Roberto Barroso afastando …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“Auxílio-babá” vira “bolsa escolar” até os 24 anos

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal barrou mais uma tentativa sindicalista de impedir a privatização da Cia Energética de Brasília (CEB), a fim de conservar privilégios e regalias que custam R$ …


Exclusivo
Cláudio Humberto

STF adequa jabuticaba do Congresso à realidade

A decisão do Supremo Tribunal Federal no caso do traficante André do Rap foi uma forma de adequar a legislação aprovada no Congresso à realidade. Segundo o mestre em Direito Penal Ricardo Prado, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Covid em países europeus supera Brasil em 150%

Enquanto a Europa enfrenta uma segunda e mais numerosa onda de infecções pelo coronavírus, França, Reino Unido, Espanha e Itália juntos registram 50,9 mil casos por dia, em média, segundo o Worldomet…


Exclusivo
Cláudio Humberto

Medo “de ser você amanhã” protege senador cuecão

O medo “de ser você amanhã” mobiliza a reação corporativista do Senado para negar endosso à determinação do ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), de afastar o senador …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Senador “cuecão” articula reeleição de Alcolumbre

O dinheiro enfiado nas nádegas pode destruir a carreira do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), já apelidado de “cuecão”, e também provoca danos à “campanha” de reeleição de Davi Alcolumbre, presidente …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados