X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Política

Romário e Bebeto expõem racha político com ofensas de "traidor" a "esclerosado"

O pano de fundo da briga foi a eleição para o Senado no ano passado, quando Romário tentou a reeleição sem o apoio de Bebeto


Imagem ilustrativa da imagem Romário e Bebeto expõem racha político com ofensas de "traidor" a "esclerosado"
Romário e Bebeto foram parceiros de seleção brasileira e, agora, trocam ofensas por conta de política |  Foto: Reprodução Instagram @ bebeto7

Com ofensas como "traidor" e "esclerosado", o senador Romário (PL-RJ) e o ex-deputado Bebeto (PSD-RJ) expuseram nesta terça-feira (9) o rompimento político da dupla de ataque da seleção brasileira campeã mundial em 1994.

O pano de fundo da briga foi a eleição para o Senado no ano passado, quando Romário tentou a reeleição sem o apoio de Bebeto. O ex-deputado apoiou André Ceciliano (PT-RJ), ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Leia mais notícias de Política aqui

Durante uma entrevista ao podcast do locutor esportivo José Carlos Araújo, o Garotinho, Romário definiu Bebeto como um "traidor".

"Me traiu na política. Pulou [de galho]. Tem coisas na vida que levo para sempre. Dentro e fora da política. Quando é um cara que você viveu, conviveu e tem uma relação de amizade, é triste. Eu não briguei com o Bebeto. Ele só me traiu, mais nada. A gente nem brigou. Não tivemos nem essa possibilidade. Ele só me traiu. Mais nada. Infelizmente é assim", disse o senador.

Em entrevista ao UOL, o ex-deputado chamou o antigo parceiro de ataque de esclerosado e egoísta.

"Quem é ele para me chamar de traidor? O Romário está ficando velho e acho que está ficando esclerosado, falando muita besteira. Tenho uma carreira íntegra no futebol e na política, nunca me envolvi em polêmicas. Não posso falar o mesmo dele, que é um egoísta, sempre pensou apenas nele", disse o ex-deputado.

Segundo Bebeto, o rompimento foi provocado por Romário ao trocar o Podemos pelo PL, em abril de 2021. O ex-deputado afirma que não foi comunicado da decisão.

"O Romário me chamou para o Podemos e eu fui. Mas ele saiu sem avisar ninguém, não me falou. Eu fiquei sabendo que ele tinha ido para o PL pela imprensa, ele não falou comigo. Na verdade, foi ele quem traiu, porque saiu 'de fininho'. Por que não falou comigo?", completou.

Apesar do incômodo, Bebeto não se furtou a gravar no ano passado uma entrevista para a série sobre o senador, a ser exibida na HBO.

Bebeto ingressou no PSD a convite do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), e apoiou Ceciliano, com quem manteve boa relação política na Assembleia. O ex-camisa 7 da seleção não conseguiu ser eleito para a Câmara dos Deputados.

Leia mais

Marina Silva recebe alta após internação por covid e deixa hospital em São Paulo

TSE multa Flávio Bolsonaro em R$ 5 mil por fake news contra Lula

Deputado do ES é parado em blitz e se recusa a fazer teste do bafômetro

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: