X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Quatro nomes cotados para presidir a Amunes

| 05/03/2021 16:45 h

Faltando cinco dias para o término das inscrições de chapas (o prazo final é quarta-feira), os prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) ainda não chegaram ao consenso sobre quem deverá ser o novo presidente da entidade em 2021 e 2022.

Quatro nomes são cotados nos bastidores. São eles: os prefeitos Victor Coelho, de Cachoeiro; Fabrício Petri, de Anchieta; e Luciano Pingo, de Ibatiba; além do ex-prefeito de Nova Venécia Lubiana Barrigueira. Tirando Pingo, que é do Republicanos, todos os outros são do PSB, partido do governador Renato Casagrande.

“Os prefeitos estão conversando e caminhando para formar uma chapa de consenso. A Amunes historicamente entra em consenso para registrar chapa. A entidade é de união dos prefeitos”, explica o presidente da Amunes e novo secretário de governo do Palácio Anchieta, Gilson Daniel (Podemos).

Ele garante, porém, que o governo não tem influência na escolha do novo presidente da associação, que será eleito no próximo dia 31.

Victor Coelho está bem cotado
Victor Coelho está bem cotado |  Foto: Divulgação Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim
Nos bastidores, entre os quatro nomes, o de Victor Coelho estaria despontando. O prefeito de Cachoeiro até já conta com apoio de um possível adversário.

“Fico feliz por ter meu nome lembrado pelos colegas prefeitos, mas sei que tem outros nomes. Não estou em campanha, não fiz articulação, está se confirmando o nome do Victor e vou dar meu apoio a ele”, diz Fabrício Petri.

Barrigueira: “Tenho experiência”
Barrigueira: “Tenho experiência” |  Foto: Dayana Souza — 07/02/2019
Barrigueira, por sua vez, que atualmente é o vice-presidente da Amunes, ainda mantém o nome na disputa. “Respeito os demais nomes, mas as conversas estão caminhando. Tenho experiência e quero continuar contribuindo”.

Victor Coelho e Pingo não retornaram os contatos da reportagem até o fechamento da edição.


Saiba mais


Eleição no próximo dia 31

  • A Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) foi criada em 1972, como Associação Capixaba dos Municípios (ACM), com o propósito de organizar os municípios para defesa dos interesses comuns;

  • Fabrício Petri apoia outro nome
    Fabrício Petri apoia outro nome |  Foto: Divulgação Prefeitura de Anchieta
    Para também tornar as administrações municipais mais ágeis, fazer debates constantes entre os prefeitos e solucionar problemas em diversas áreas.
  • O atual presidente é o ex-prefeito de Viana, Gilson Daniel (Podemos). Seu antecessor foi o prefeito de Linhares Guerino Zanon (MDB).

  • Tradicionalmente os prefeitos escolhem um nome para encabeçar uma chapa de consenso.

  • Pingo é o único que não é do PSB
    Pingo é o único que não é do PSB |  Foto: Divulgação
    Quatro nomes são cotados para ser esse cabeça de chapa e presidir a associação em 2021 e 2022.
  • São eles: os prefeitos Victor Coelho, de Cachoeiro; Fabrício Petri, de Anchieta; e Luciano Pingo, de Ibatiba. Além do ex-prefeito de Nova Venécia, Lubiana Barrigueira.

  • As inscrições de chapas que queiram disputar ocorre até quarta-feira. Nenhuma ainda se inscreveu. A eleição ocorre no dia 31.

  • A posse do novo presidente e da nova diretoria da associação ocorre um dia depois, em 1º de abril.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS