X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Programa de Michelle Bolsonaro repassou dinheiro a ONG que atuou contra o aborto de criança capixaba

| 02/10/2020 12:26 h

O programa da primeira-dama Michelle Bolsonaro, chamado de Pátria Voluntária, repassou R$ 14, 7 mil à ONG que agiu contra o aborto no caso da criança de 10 anos que engravidou ao ser estuprada no Norte do Espírito Santo. Segundo O Globo, os dados foram divulgados pela Casa Civil via Lei de Acesso a Informação.

Para O Globo, a presidente da ONG, Mariângela Consoli, disse que não procurou o governo para receber o dinheiro e que a organização teria sido indicada por uma pessoa que ela não sabe quem é.

Mariângela teria participado de reuniões com autoridades do Estado. “O posicionamento (da entidade) é contra (o aborto legalizado), sim, esse procedimento. Mas não temos nada contra quem faz. Não se falou sobre ela realizar ou não o aborto. Somos uma obra social. Ela estava em situação de vulnerabilidade social. Oferecemos suporte”, explicou ao jornal.

Primeira-dama do País, Michelle Bolsonaro
Primeira-dama do País, Michelle Bolsonaro |  Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Nas redes sociais, a ONG Associação Virgem de Guadalupe se identifica como “pró-vida”.

O programa foi criado pelo presidente Jair Bolsonaro, em 2019. Neste ano, por conta da pandemia do coronavírus, o governo criou o Arrecadação Voluntária, com o objetivo de arrecadar doações de pessoas físicas e jurídicas e repassar para entidades que atuam com a população vulnerável.

Ainda de acordo com o jornal, a Fundação Banco do Brasil (FBB) é responsável por fazer os repasses às entidades.

Entenda o caso

A criança passou pelo aborto legalizado em um hospital de Pernambuco em agosto. O tio, suspeito de cometer o estupro, foi preso em Minas Gerais e trazido para o Espírito Santo.

Veja mais:

Ministra Damares Alves agiu para impedir aborto de criança de 10 anos, diz jornal

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS