X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Operação do Gaeco prende secretário de Obras de Barra de São Francisco

| 13/02/2020 21:28 h

Operação realizada em Barra de São Francisco, na manhã desta quinta-feira (13), pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP-ES), prendeu o secretário de obras do município, Manoel Paulo de Oliveira Neto, o Paulinho da Ótica.

Ele é investigado por suposto envolvimento em fraude em contratos emergenciais na cidade. Os agentes do Gaeco foram até a residência do secretário e apreenderam também o celular e o notebook dele. Os agentes também foram à Secretaria de Administração, onde buscaram documentos e arquivos.

Outras duas pessoas que trabalham no setor de licitação de uma empresa de limpeza urbana teriam sido detidas em São Gabriel da Palha onde também ocorreram diligências da mesma operação. O dono da empresa estaria foragido.

O Ministério Público foi procurado pela reportagem e não deu informações sobre o caso afirmando que o processo segue em segredo de justiça.

Ministério Público do Espírito Santo (MPES)
Ministério Público do Espírito Santo (MPES) |  Foto: Acervo A Tribuna - 25/06/2013
A prefeitura de Barra de São Francisco, por meio de nota, confirmou a prisão do secretário, a apreensão dos documentos na secretaria e do notebook e celular de uso pessoal do secretário.

“A ação tem relação com uma operação do Ministério Público (MP), que investiga possíveis fraudes em contratos de prestação de serviço por parte de empresas do setor privado com o setor público. E uma dessas empresas presta serviço para a Prefeitura de Barra de São Francisco”, trouxe trecho da nota da prefeitura.

Na parte final do texto afirmou que a “prefeitura tranquiliza a população francisquense e esclarece que está buscando informações detalhadas do processo que segue em segredo de justiça. Tão logo, o executivo municipal transmitirá mais informações a respeito”.

A Secretaria estadual de Justiça (Sejus) informou que até o momento o secretário ainda não deu entrada no sistema prisional do Estado.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS