X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Política

Lula concede a Janja a mais alta condecoração da Ordem do Rio Branco

Em 2021, a então primeira-dama Michelle Bolsonaro também foi condecorada com a medalha


Imagem ilustrativa da imagem Lula concede a Janja a mais alta condecoração da Ordem do Rio Branco
Casada com o presidente desde maio de 2022, Janja atua como influente conselheira de Lula |  Foto: Ricardo Stuckert

O presidente Lula (PT) concedeu à primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo governo do Brasil para "distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção".

Em edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (21), Lula admitiu Janja no grau de Grã-Cruz da ordem.

Casada com o presidente desde maio de 2022, a socióloga atua como influente conselheira de Lula desde o início do governo e ganhou de ministros da Esplanada o apelido de "algoritmo" do presidente.

Em 2021, a então primeira-dama Michelle Bolsonaro também foi condecorada com medalha da Ordem de Rio Branco pelo então presidente Jair Bolsonaro (PL).

A atual segunda-dama Lu Alckmin, casada com o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), está na lista das pessoas homenageadas na publicação desta terça-feira.

Também estão na lista as ministras Margareth Menezes (Cultura), Simone Tebet (Planejamento), Esther Dweck (Gestão e Inovação), Luciana Santos (Ciência e Tecnologia), Aparecida Gonçalves (Mulheres), Anielle Franco (Igualdade Racial) e Sônia Guajajara (Povos Indígenas), a presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, e a governadora Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte.

Ainda são homenageados ministros, militares, o presidente da Petrobras, Jean Prates, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Cristiano Zanin e Alexandre de Moraes e o líder indígena Raoni.

A Ordem de Rio Branco foi criada em 1963 e homenageia o patrono da diplomacia brasileira. Ela consiste de cinco graus: Grã-Cruz (a mais alta), Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro, além de uma medalha anexa. Como presidente da República, Lula é o Grão-Mestre da Ordem de Rio Branco.

Também no Diário Oficial da União desta terça, o presidente agraciou o indigenista brasileiro Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips com os títulos póstumos de comendador da Ordem do Rio Branco,

Os dois foram assassinados no Vale do Javari em 5 de junho de 2022. Eles foram mortos a tiros, esquartejados e queimados por pescadores acusados de invasão à terra indígena.

As cantoras Elza Soares (1930-2022), Gal Costa (1945-2022) e Rita Lee (1947-2023) também foram homenageadas com os títulos póstumos da Ordem do Rio Branco.

O presidente Lula também condecorou no grau de Grã-Cruz o embaixador do Estado da Palestina no Brasil, Ibrahim Mohamed Alzeben. A entrega acontece em meio à guerra no Oriente Médio, entre Israel e o grupo terrorista Hamas.

O embaixador israelense, Daniel Zohar Zonshine, não foi condecorado.

Outra condecorada foi a ministra da Defesa do Chile, Maya Alejandra Fernández Allende, que é neta do ex-presidente Salvador Allende.

Também foram condecorados os jogadores de futebol Marta e Vinícius Júnior.

Em 2010, a então primeira-dama Marisa Letícia (1950-2017), na época casa com Lula, também foi condecorada com a medalha da Ordem de Rio Branco. O ato, no entanto, foi assinado pelo então vice-presidente, José Alencar, já que Lula estava viajando aos EUA.

Em 2021, antes de ser condecorada, Michelle Bolsonaro já havia recebido outras duas medalhas do governo —a do Mérito Oswaldo Cruz na categoria ouro e a homenagem no grau de Grande-Oficial, o mais baixo dos cinco graus da Ordem do Mérito da Defesa.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: