X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Erick Musso recua e vai disputar o Senado

O deputado estadual desistiu de disputar o governo estadual

Rodrigo Perét, Do Jornal A Tribuna | 28/07/2022 21:46 h | Atualizado em 28/07/2022, 22:12

Deputado Erick Musso
Deputado Erick Musso |  Foto: Tati Beling - 11.11.2019
 

O presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Erick Musso (Republicanos), desistiu de disputar o governo estadual e anunciou sua pré-candidatura ao Senado. O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (28) na sede do União Brasil, na Enseada do Suá, em Vitória.  

Musso esteve no local ao lado do deputado federal e presidente estadual do União Brasil, Felipe Rigoni e aproveitou para fazer outro anúncio: Republicanos e União Brasil farão uma coligação que será encabeçada pela pré-candidatura de Musso ao senado, sem qualquer nome para a disputa ao governo estadual. 

“Conversei por Rigoni ao longo de 50 dias e entendemos que nós dois fazemos parte de um novo ciclo político. E que a melhor forma de iniciar o ciclo seria com uma candidatura ao Senado para elevar o debate e discutir o Estado à nível nacional”, afirmou Musso. 

Vale lembrar que Rigoni, na última quarta-feira, também havia anunciado sua desistência em disputar o governo estadual e que irá disputar a reeleição para deputado federal. 

“O nosso projeto para o Estado continua. Nos unimos com o Republicanos para ter uma oportunidade de eleger um senador, e o Erick aceitou participar, o que me deixa feliz porque é um sinal de que iniciaremos esse novo ciclo, esse novo projeto para o Estado”, explicou Rigoni. 

Questionados se apoiariam algum pré-candidato ao governo estadual, os deputados anunciaram que o foco da chapa seria apenas para o Senado, e que os membros dos partidos poderiam apoiar quem bem entendessem para a disputa no Palácio Anchieta. 

“Não vamos coligar com nenhum candidato a governador. Os filiados estão livres para apoiar quem bem entenderem. Respeitamos todos os pré-candidatos e faremos uma unificação em prol do projeto para o Senado”, explicou Erick, enquanto Rigoni concordava.

Musso acrescentou que irá conversar com partidos que apoiavam sua pré-candidatura ao governo, como PSC e Patriota, para apresentar a nova configuração.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS