X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

PT retira pré-candidatura de Fabiano Contarato ao Governo do ES

Decisão foi tomada pelo diretório estadual e confirmada por membros da legenda

Rodrigo Perét | 14/07/2022 20:24 h | Atualizado em 14/07/2022, 20:36

Contarato chegou a ter sua pré-candidatura anunciada, ao lado de petistas como Helder Salomão, Iriny Lopes, Jaqueline Rocha e José Nunes
Contarato chegou a ter sua pré-candidatura anunciada, ao lado de petistas como Helder Salomão, Iriny Lopes, Jaqueline Rocha e José Nunes |  Foto: Douglas Schneider / A Tribuna
 

O senador Fabiano Contarato (PT-ES) não será mais candidato ao governo estadual. Foi o que decidiu o PT após uma reunião do diretório estadual do partido que durou cerca de três horas.

O partido ainda não fez um anúncio oficial em suas redes, mas a decisão foi acordada entre os militantes durante a reunião virtual, sem necessidade de votação. A presidente estadual do partido, Jackeline Rocha, foi procurada, mas não atendeu as ligações da reportagem, assim como a assessoria do senador Fabiano Contarato. 

Durante a reunião, apenas a corrente interna do PT “Democracia Socialista (DS)” se colocou contrária à retirada da candidatura própria e emitiu nota afirmando que na chapa de Casagrande não haveria espaço para a sigla, já que o governador estaria abrigando "conservadores e bolsonaristas" em sua chapa. 

Segundo membros do PT, Contarato participou da reunião e chegou a afirmar ser um soldado do partido, de forma emocionada. 

Segundo os petistas presentes no evento, o senador relatou ter aprendido sobre hierarquia e disciplina na polícia e que entendia a decisão da cúpula nacional do PT. 

Pontos acordados durante a reunião foram a participação do PT em eventual governo de Casagrande, caso o mesmo seja reeleito; a participação do PT no programa de governo do socialista; a ajuda do PSB na coordenação  da campanha do ex-presidente Lula no Estado e o apoio exclusivo de Casagrande ao PT na disputa presidencial, algo que ele anunciou publicamente no dia anterior à reunião.

Segundo o membro do diretório estadual do PT, Perly Cipriano, o movimento de retirada da pré-candidatura de Contarato tem como objetivo oficializar o apoio do partido à reeleição de Renato Casagrande. Ele chegou a afirmar que Casagrande teria dito que quer Rose de Freitas (MDB) como sua candidata ao senado, e que com isso o PT poderia lançar uma candidatura avulsa. 

"As conversas vão continuar. O PT estará com Casagrande, que pelo que tem dito para nós, terá como candidata ao senado a Rose, do MDB. Mas não está descartada a possibilidade do PT lançar seu próprio candidato ao senado, de forma avulsa". 

Os presidentes estaduais do PSB e do PT, Alberto Gavini e Jackeline Rocha, foram procurados para repercutir a fala de Cipriano, mas não retornaram a reportagem até o fechamento desta edição.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS