X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Caminhoneiros desmentem greve incentivada nas redes sociais

| 16/08/2021 14:21 h | Atualizado em 16/08/2021, 14:42

Sob a liderança do cantor sertanejo e ex-deputado Sergio Reis, uma promessa de greve dos caminhoneiros ganhou as redes sociais. Pelas mensagens, os profissionais deverão cruzar os braços em 7 de Setembro, Dia da Independência do Brasil, o que engrossaria outros atos públicos já programados a favor do governo de Jair Bolsonaro.

Lideranças dos caminhoneiros, no entanto, afirmam que o artista não os representa, e o Ministério da Infraestrutura, nos bastidores, não leva a mobilização a sério.

Em áudio e vídeo atribuídos ao cantor que circulam no WhatsApp e Twitter, Reis convoca uma greve nacional de caminhoneiros para protestar contra os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), um dos alvos de ataques do Presidente, de quem o músico é aliado.

“Nada vai ser igual, nunca foi igual ao que vai acontecer em 7, 8, 9 e 10 de setembro, e se eles não obedecerem nosso pedido, eles vão ver como a cobra vai fumar, e ai do caminhoneiro que furar esse bloqueio”, ameaçou Reis no vídeo.

O ex-deputado foi procurado, mas não quis se manifestar, tampouco confirmou se o áudio e o vídeo são mesmo de sua autoria.

A assessoria do Republicanos também foi questionada, mas não respondeu. Reis foi deputado federal pelo partido entre 2015 e 2019. Fontes, no entanto, garantem que ele não representa a sigla.

Representantes dos caminhoneiros negam a adesão e rechaçam a participação em qualquer manifestação política. “A grande maioria não vai participar, pelo menos dos nossos associados”, afirmou o presidente da Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci.

Segundo ele, a entidade representa cerca de 45 mil motoristas.

Wallace Landim, o Chorão, presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), também negou o envolvimento da categoria.

“Não nos envolvemos com política, nem a favor de governo ou contra governo, nem a favor do STF ou contra o STF”, disse, e mandou recado direto para o cantor: “Nosso saudoso, grandioso cantor Sergio Reis. O senhor, quando deputado federal, nunca subiu na tribuna para falar em nome dos caminhoneiros.”
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS