X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Aliado de Renan pede cancelamento de convenção do MDB

O objetivo do evento é confirmar a candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MS)

Agência Folhapress | 25/07/2022 19:12 h

Um filiado ao MDB de Alagoas protocolou nesta segunda-feira (25) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ação para cancelar a convenção do MDB nacional marcada para esta quarta-feira (27). O objetivo do evento é confirmar a candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MS).

A peça é assinada pelo advogado Fabiano Silveira, que já foi ministro da Transparência por indicação do senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Hugo Wanderley Caju, que foi candidato a prefeito de Cacimbinhas (AL) em 2020, argumenta que o formato da reunião, por meio do aplicativo Zoom, viola o sigilo do voto.

"Isso porque a ausência de sigilo nas votações representa grave risco de escolha antidemocrática entre filiados, haja vista a possibilidade de culminar no afastamento de pré-candidatos que desejariam disputar o pleito, no direcionamento dos votos e opiniões de filiados e, ainda, no receio quanto a possíveis represálias da cúpula partidária", justifica.

O documento pede a anulação da convenção com consequente nova convocação, desta vez, em modelo que garanta o sigilo do voto.

Caciques do MDB especialmente do Nordeste, que defendem o apoio a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), têm se posicionado a favor do adiamento da reunião. Contrários ao pleito, eles pedem mais tempo para costurar um acordo político.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS