X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Vigilante tenta atirar na mãe e mata vizinha que passeava com cachorro na rua


Uma idosa foi morta com um tiro na cabeça enquanto passeava com o cachorro perto de casa, no bairro Ipiranga em Guarapari. O crime aconteceu na tarde de domingo (3). O atirador é um vigilante que, segundo familiares após um surto, saiu armado de casa e começou a atirar a esmo pela rua. 

Imagem ilustrativa da imagem Vigilante tenta atirar na mãe e mata vizinha que passeava com cachorro na rua
Marco Antônio Iraci, de 51 anos (em destaque) é acusado de matar idosa durante surto |  Foto: Reprodução TV Tribuna/SBT

Vanilda Correa, de 64 anos, caiu morta em frente à casa do atirador. O acusado foi identificado pelo advogado dele como Marco Antônio Iraci, de 51 anos. De acordo com a família, antes de atirar no meio da rua, ele ameaçou os próprios familiares e tentou atirar contra a própria mãe.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar ao local da ocorrência, a equipe também foi alvo do homem, que tentou efetuar disparos contra a viatura, mas a arma falhou.

"Na tarde deste domingo (03) um homem efetuou diversos disparos de arma de fogo em via pública, no bairro Ipiranga, em Guarapari, e alvejou uma mulher, que teve o óbito confirmado no local do fato. Ao chegar para atender a ocorrência, o suspeito ainda tentou efetuar disparos contra a viatura, momento em que sua arma falhou e ele foi contido e detido pelo militares. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil. ", informou a PM em nota. 

Essa não foi a primeira ocorrência envolvendo o vigilante. No final do mês passado, ele ameaçou a esposa, que pediu uma medida protetiva de urgência. No dia seguinte, uma ocorrência de lesão corporal foi registrada após ele agredir o dono de uma academia com uma barra de ferro. Mesmo depois de ocorrências seguidas, ele foi liberado.

O vigilante, que presta serviços a prefeitura de Guarapari, foi levado para o DPJ de Guarapari.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: