X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

VÍDEO | Incêndio criminoso após morte de suspeito em troca de tiros com a PM em Cariacica

| 11/06/2020 10:40 h | Atualizado em 11/06/2020, 12:07

Vinícius de Oliveira Lourenço, de 19 anos, morreu após uma troca de tiros com a PM.
Vinícius de Oliveira Lourenço, de 19 anos, morreu após uma troca de tiros com a PM. |  Foto: Reprodução
O incêndio criminoso de um ônibus no início da manhã desta quinta-feira (11) foi motivado pela morte de um suspeito que trocou tiros com a polícia em Porto de Cariacica. É o que afirmaram moradores do bairro à reportagem de A Tribuna.

Vinícius de Oliveira Lourenço foi baleado por volta das 16h30 de quarta-feira (10). Segundo a polícia, os militares fizeram um cerco ao local depois de receberem informações de que haveria confronto entre criminosos de Porto de Cariacica e traficantes de Bela Vista, grupo rival.

De acordo com a ocorrência, assim que chegaram a um beco na Aurélio Francisco Schwab, os policiais avistaram dois suspeitos. Um deles, que seria Vinícius, teria feito um disparo contra os militares. Houve troca de tiros e o jovem foi atingido. Ele chegou a ser socorrido para o Pronto Atendimento (PA) de Alto Lage, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda segundo a polícia, com Vinícius foi encontrada uma pistola de calibre 9mm. Cães farejadores também acharam, no local do confronto, 77 pinos de cocaína e 70 pedras de crack.

Depois da morte do jovem, moradores fizeram uma manifestação na rodovia do Contorno, na altura de Porto Belo, por volta das 20h30. Um grupo de 50 pessoas chegou a colocar fogo em pneus e pedaços de madeira, para bloquear o trânsito, que foi liberado após cerca de duas horas.

Ônibus incendiado em Porto de Cariacica
Ônibus incendiado em Porto de Cariacica |  Foto: Fábio Nunes/AT
Na manhã de hoje às 5h40, dois suspeitos armados e encapuzados pararam um ônibus da linha 771 (Porto de Cariacica/ Terminal de Itacibá), onde estava apenas o motorista, e atearam fogo no coletivo.

As chamas atingiram um bar e uma casa, que fica no segundo andar. Elas destruíram os fios e até derreteram caixas de energia que estavam no muro. Algumas casas ficaram sem luz.

Veja o vídeo:

O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado por volta das 5h50. "As equipes extinguiram as chamas e o caso ficou a cargo da Polícia Civil, visto que o incêndio foi criminoso", diz a nota.

A Polícia Militar disse que realizou buscas, mas os criminosos não foram localizados.

Leia a nota na íntegra:

"A Polícia Militar foi acionada no final da madrugada desta quinta-feira (11), pelo motorista do coletivo da linha 771, que relatou que dois indivíduos entraram no ônibus exigindo que ele e o cobrador desembarcassem e em seguida atearam fogo no veículo.

Equipes da PM prosseguiram para o local e realizaram buscas, mas os suspeitos não foram localizados. O Corpo de Bombeiros foi acionado e atuou no combate às chamas.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil para investigação e o patrulhamento segue intensificado na região".

Já a Ceturb informou que, devido aos últimos acontecimentos, houve alteração na operação das linhas que atendem o bairro.

"A Ceturb-ES informa que por medida de segurança de passageiros e motoristas a linha 771 está indo apenas até a entrada do bairro Porto de Cariacica, na Rodovia José Sette. Já as linhas 704, 743, 759 e 703, estão operando em sistema circular (sem ficar parado nos pontos finais). E a linha 599 não está atendendo o bairro. Assim que a situação for regularizada no bairro, os veículos voltarão a operar normalmente", diz a nota.

Por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que "sobre o questionamento se há relação entre o incêndio ao coletivo e o homicidio, essa afirmação só poderá ser confirmada na conclusão do inquérito. O que podemos afirmar é que a perícia da Polícia Civil esteve no local, por haver indícios de incêndio criminoso. A Polícia Civil ressalta ainda a importância da contribuição da população, via Disque-Denúncia 181. As informações são fundamentais para auxiliar a polícia e o anonimato é totalmente garantido. As informações ao DD ainda podem ser enviadas via redes sociais e pelo App 190 ES, gerando ainda mais discrição, visto que o cidadão não precisa telefonar para repassar as informações".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS