Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Universitárias são presas suspeitas de vender drogas pela internet no Estado

Segundo a Polícia Civil, elas também vendiam as drogas em festas privadas

Redação Tribuna Online | 22/12/2021 20:18 h

Drogas apreendidas com as universitárias
Drogas apreendidas com as universitárias |  Foto: Divulgação / Polícia Civil
 

Duas universitárias, de 23 anos, foram presas em flagrante pela equipe da Delegacia de Polícia (DP) de João Neiva, na manhã desta quarta-feira (22),  no bairro Vila Nova. De acordo com a Polícia Civil, elas são suspeitas de vender drogas pelas redes sociais e em festas privada e, com elas, foram apreendidas porções de maconha já fracionada, LSD embalado e micropontos de MD. 

A Polícia Civil informou que as investigações duraram três meses e tiveram início quando os policiais notaram um aumento de apreensões de drogas sintéticas, como o LSD e o MD, em João Neiva. Nos últimos três anos, não houve apreensão de drogas dessa natureza, já que não são comuns nos municípios interioranos de pequeno e médio porte.

“Apuramos que ambas as estudantes compravam drogas em São Paulo e vendiam no norte do Espírito Santo, por meio de redes sociais e festas privadas”, conta o titular da Delegacia de Polícia de João Neiva, delegado Leandro Sperandio.

Durante a ação de cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa onde as duas moravam, além dos entorpecentes, foram apreendidos anotações com o controle das vendas e materiais eletrônicos que serão analisados para especificar a quantidade de droga vendida mensalmente.

Elas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia de João Neiva, onde foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. O caso continua sob investigação para apurar como as drogas eram transportadas ao Espírito Santo.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS