X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Traficantes executam jovens por não cumprirem ordens

Dois rapazes foram assassinados a tiros e a suspeita é que tenham sido mortos por líderes do próprio grupo após a prisão de 5 pessoas


Imagem ilustrativa da imagem Traficantes executam jovens por não cumprirem ordens
Local do crime e materiais apreendidos pela 1° Cia do 1° Batalhão da PM, comandada pela capitã Bortoluzzi. |  Foto: Divulgação e Arquivo/AT

Dois jovens, ainda não identificados, foram encontrados mortos, no Morro do Cruzamento, em Vitória, na tarde  de ontem, após descumprirem ordens de traficantes. Segundo a Polícia Militar,  os dois  atuavam como olheiros do tráfico de drogas do Romão, bairro vizinho de onde foram encontrados mortos. 

A polícia suspeita que as vítimas tenham sido assassinadas em outro lugar e levadas ao Morro do Cruzamento pelos traficantes, na tentativa de incriminar rivais. 

Os dois teriam sido mortos porque não impediram que criminosos do próprio grupo fossem presos pela Polícia Militar. 

Para a capitã Bortoluzzi, comandante da 1° Cia do 1° Batalhão da PM, os assassinatos teriam relação com cinco prisões feitas horas antes. “Na parte da manhã, durante  patrulhamento,  um grupo de militares se deparou com cerca de oito indivíduos que, provavelmente, fazem parte do  tráfico de drogas da região do bairro  Forte São João. Inicialmente, houve um  confronto e todos  fugiram.” 

Ainda segundo a capitã, no momento em que os criminosos fugiram,  eles se encontraram com  um outro grupo de  policiais que montou um cerco na mata e três suspeitos foram abordados e presos. 

Depois, outros dois criminosos  continuaram correndo e atirando contra os militares, que mais tarde conseguiram prendê-los.   

“Cada um dos cinco indivíduos  estava com   rádios comunicadores e uma quantidade de pinos de cocaína, além de dinheiro”, contou a capitã. Os cinco detidos, sendo   três menores de idade, foram encaminhados com o material para a Delegacia Regional de Vitória. 

Durante a confecção da ocorrência, já na delegacia,  policiais ouviram na frequência do rádio, utilizada pelo tráfico da região do Porto São João e Romão,  pessoas dizendo que um duplo homicídio  teria acontecido para  cobrar dos  olheiros mortos a prisão dos cinco suspeitos pela polícia.  

A Polícia Militar foi acionada novamente para a região e localizou os dois jovens baleados, caídos no meio da rua, já mortos.  

A perícia  suspeita que as vítimas tenham sido mortas em outro lugar. A polícia acredita inclusive, que cápsulas tenham sido jogadas no local para forjar a cena do crime e palavras de ordens de traficantes rivais tenham sido ditas no momento para confundir os populares. A Polícia Civil vai investigar o duplo homicídio.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: