X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Traficante chefe do Trem Bala é preso em operação após trocar tiros com a Polícia Militar

| 16/06/2020 19:49 h | Atualizado em 16/06/2020, 22:29

Uma das lideranças do Trem Bala, facção aliada ao Primeiro Comando da Capital (PCV), cujo o núcleo está instalado no Bairro da Penha, em Vitória, foi presa durante uma operação de rotina feita pela PM, no final da tarde de ontem, no bairro Consolação, capital.

Segundo a polícia, Felipe Ramos Correia, vulgo Sassá, de 32 anos. chegou a trocar tiros com militares da Força Tática do 1º Batalhão, mas acabou detido minutos depois. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a PM, o suspeito estava evadido do sistema prisional desde 2018, após saída temporária. Ele havia sido condenado em regime fechado pelos crimes de homicídio e Porte Ilegal Arma Fogo e estava com um mandado de recaptura em aberto.

Sassá, um dos chefes do Trem Bala, foi preso nesta terça-feira (16) em Vitória.
Sassá, um dos chefes do Trem Bala, foi preso nesta terça-feira (16) em Vitória. |  Foto: Divulgação/PM

A prisão ocorreu após um patrulhamento de rotina no morro da Consolação. Ao avistar o bandido e o reconhecer, os militares tentaram abordá-lo, mas foram recebidos com tiros efetuados pelo próprio criminoso.

“Mas nossa equipe revidou, montou um cerco e conseguimos detê-lo. É um indivíduo extremamente perigoso, que teve a ousadia tentar alvejar os policiais de uma forma até profissional, mas conseguimos pegá-lo”, explicou o Comandante-Geral da PM, coronel Douglas Caus.

Com o bandido foram encontrados 02 pistolas Glock 9 milímetro com 04 carregadores e 65 munições do mesmo calibre, 16 buchas de maconha, 02 bucha de Skank, 03 balanças de precisão 01 rádio comunicador e R$ 475,00 em espécie.

Segundo a polícia, Sassá era braço direito de Fernando Moraes Pereira Pimenta, o 'Marujo', de 27 anos -apontado pela polícia como a maior liderança do complexo da Penha fora da cadeia- e chegou a atuar como segurança dele.

“Esses indivíduos que são lideranças do Trem Bala, acabam por se proteger entre si, fazendo a segurança uns dos outros”, explica o Comandante-Geral da PM, coronel Douglas Caus.

O bandido seria o chefe de uma gangue conhecida como “A tropa do Urso”. Sassá foi levado para a Delegacia De Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória e posteriormente será levado para o presídio.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS