X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Tiro que matou paciente de clínica foi dado em morro a 33 metros, diz polícia

Uma série de tiroteios em Vitória provocou pânico em moradores de Vitória neste domingo


Imagem ilustrativa da imagem Tiro que matou paciente de clínica foi dado em morro a 33 metros, diz polícia
policia fazendo ronda na Leitão da Silva |  Foto: Leone Iglesias/AT

O tiro que acertou e matou o aposentado Daniel Ribeiro Campos da Silva, 68 anos, paciente de uma clínica de longa permanência, no bairro Gurigica, na capital do Espírito Santo, saiu do morro para a avenida, a cerca de 33 metros da unidade hospitalar.

LEIA TAMBÉM

Tiroteio em Vitória: fogo em carro e pregos em ruas para impedir chegada da PM

Paciente morre após ser atingido por bala perdida dentro de clínica em Vitória

A informação foi dada pelo delegado-geral da Polícia Civil do Estado, José Darcy Arruda, em coletiva de imprensa, neste domingo (25). De acordo com ele, a perícia realizada na clínica traçou o trajeto do projétil e chegou à constatação. "A princípio, a bala é de uma pistola", afirmou. 

Uma das possibilidades vistas pela polícia é de que um projétil de pistola não teria força para perfurar a  parede. Ou seja, haveria a possibilidade do tiro ser de um fuzil.

Momentos antes do disparo, traficantes atiraram contra radiopatrulhas da Polícia Militar que passavam pela avenida Leitão da Silva, conforme registro da PM.

Com isso, outras equipes foram acionadas para dar apoio, mas, ao chegarem às proximidades da clínica  onde estava a vítima, foram recebidas a tiros por criminosos que estavam no alto do morro. 

Para se proteger dos disparos, os policiais decidiram se esconder atrás do prédio onde fica a clínica, que acabou atingida por projétil.

A perícia da Polícia Civil foi acionada, bem como investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo do aposentado foi levado para o Departamento Médico Legal (DML), em Vitória, onde foi liberado na manhã deste domingo (25).  

O tiroteio  também deixou marcas em carros que estavam estacionados próximos ao morro. Além de um veículo, um dos disparos atingiu o vidro de um comércio da região. 

“Cheguei para abrir a loja hoje (domingo) e me deparei com esse vidro quebrado e o projétil. Fico assustado. Já me falaram que teve um tiroteio a noite toda. Fica até difícil trabalhar assim”, contou o dono do comércio, de 60 anos, que não quis ser identificado.

Relembre

Uma série de tiroteios em Vitória provocou pânico em moradores e acabou por provocar a morte de um paciente dentro de uma clínica de longa permanência, na Gurigica. 

Leia mais notícias sobre Polícia aqui

Uma bala perdida atravessou a parede do quarto onde estava o aposentado Daniel Ribeiro Campos da Silva, 68 anos, e atingiu sua cabeça, por volta das 3 horas de domingo (25). Ele  tratava um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico no local havia 2 anos, segundo familiares. Ele morreu.

A Polícia Civil, agora, investiga o que motivou os crimes, de onde partiu o tiro que matou o idoso e se a bala foi disparada por um fuzil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: