X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Taxista sai para trabalhar e é encontrado morto três dias depois

| 23/03/2021 18:42 h | Atualizado em 24/03/2021, 07:06

O taxista Edilio Santana, 66 anos, que estava desaparecido há três dias, foi encontrado morto nesta terça-feira (23). O corpo estava caído perto de uma plantação de abacaxi, na zona rural de Itapemirim, no Litoral Sul.

O corpo do taxista foi encontrado na zona rural de Itapemirim
O corpo do taxista foi encontrado na zona rural de Itapemirim |  Foto: Acervo Pessoal

Segundo familiares, Edilio, que residia em Barra de Itapemirim, em Marataízes, saiu de casa às 2 horas de sábado para atender a uma corrida e desapareceu. Câmeras da cidade mostraram que o táxi, um Fox branco, foi em direção ao bairro Pontal, em Marataízes, e depois seguiu em direção a Cachoeiro.

A família começou a ligar para o taxista, mas o telefone só caía na caixa postal. Desde o desaparecimento de Edilio, familiares procuravam pelo taxista, publicando fotos e pedidos de ajuda nas redes sociais.

Edilio era muito conhecido na região, devido aos vários anos de atividade como taxista.

De acordo com o delegado titular de Itapemirim, Djalma Pereira Lemos, foi um vaqueiro que trabalha na região, nas proximidades da área da Usina Paineiras, que avistou o corpo e acionou a polícia.

“Policiais da delegacia foram ao local e comprovaram a informação. A vítima estava caída de rosto para baixo”, disse o delegado. O táxi ainda não foi localizado

A enteada de Edilio, Marília Marcarini, que desde o dia do crime vinha buscando ajuda nas redes sociais para encontrá-lo, confirmou que o corpo realmente é de seu padrasto. “Sim, infelizmente é ele”, disse.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS