X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Suspeito tenta subornar agentes da Guarda com R$ 20 mil do tráfico

| 12/06/2020 21:58 h | Atualizado em 14/06/2020, 10:26

Um jovem, de 20 anos, foi preso no final da tarde desta sexta-feira (12), após ser encontrado com droga e tentar subornar com até R$ 20 mil agentes da Guarda Municipal, em Santa Mônica, Vila Velha.

O suspeito disse ainda que era chefe do tráfico de drogas local e que tinha conseguido o dinheiro graças a uma carga que tinha acabado de chegar, e pediu a confiança dos agentes.

Durante patrulhamento no bairro de Santa Mônica, a Guarda Municipal foi informada de que um homem teria tentado cometer um assalto contra uma mulher no bairro Coqueiral.

Com as informações, foi iniciado um patrulhamento. Ao entrar em uma rua próxima de um restaurante, a equipe, abordou o suspeito e na revista, encontrou 41 pinos de cocaína.

A Guarda abordou o suspeito e na revista encontrou 41 pinos de cocaína.
A Guarda abordou o suspeito e na revista encontrou 41 pinos de cocaína. |  Foto: Divulgação/Guarda Municipal de Vila Velha

O jovem disse que tinha acabado de pegar a "carga" de droga. Ao ser colocado na viatura, perguntou aos agentes se podia "fazer algo para aliviar".

Neste momento, o subinspetor foi acionado para dialogar com o suspeito, foi quando, o jovem fez a oferta inicial de cinco mil para ser solto. Sem sucesso, em nova investida, surgiu a oferta de dois mil reais para cada um dos três agentes envolvidos.

Já, em seguida, o suspeito disse que tinha R$ 20 mil em casa, mas que não poderia levar a equipe até o local, pois corria o risco dele sofre retaliações do superior na liderança do tráfico. Equipes da guarda chegaram a ir à casa, mas não encontraram nada de ilícito e nem o dinheiro foram encontrados.

No trajeto à Delegacia Regional de Vila Velha, o suspeito disse ainda que, já que mesmo não tendo sucesso com o suborno, usaria o dinheiro para pagar um advogado e soltá-lo em menos de 24 horas, pois a “justiça não funciona”, dizendo que há quatro meses havia saído da cadeia. O material ilícito, R$ 53,50 em espécie e um maço de cigarro, foram entregues na delegacia junto com o suspeito.

Por meio de nota, a Polícia Civil disse que o conduzido foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, apropriação de coisa alheia e pelo crime de descaminho (oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício). Ele será encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS