X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Servidora pública do ES cai no golpe do Pix e perde R$ 60 mil

Suspeito de aplicar golpe foi preso em Goiás

Leone Oliveira e Kananda Natielly | 03/08/2022 11:06 h

Material apreendido pela polícia com suspeito
Material apreendido pela polícia com suspeito |  Foto: Divulgação / Polícia Civil Goiás
 

Uma servidora público do Espírito Santo, de 57 anos,  foi enganada por um criminoso, que se passou pelo filho dela em conversas por aplicativo de mensagens, e teve prejuízo de R$ 60 mil no golpe do Pix. O suspeito, de 23 anos, foi preso pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), na cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás.

Para efetuar a prisão, a Polícia Civil capixaba contou com o apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRECC), de Goiás.

A polícia goiana informou que o golpista se passou pelo filho da servidora e conversou com ela pelo WhatsApp, pedindo dinheiro emprestado a ela. A vítima, acreditando que se tratava mesmo do filho, fez transferências bancárias para contas criadas por criminosos em nome de outras.

No entanto, descobriu que caiu no golpe e registrou o caso na delegacia em janeiro deste ano, conforme o titular da DRCC, delegado Breno Andrade. 

Durante as investigações, a equipe conseguiu identificar que o dinheiro foi enviado para seis contas diferentes. O suspeito foi identificado e um mandado de prisão temporária contra o suspeito foi expedido pela Justiça e cumprido na terça-feira (2).

A Polícia Civil de Goiás acredita que o detido faz parte de uma quadrilha que aplicava esse tipo de golpe e ele é apontado como responsável por coordenar o esquema criminoso. 

Durante a operação, foram cumpridos também dois mandados de busca e apreensão na casa de suspeitos em Aparecida de Goiânia e Senador Canedo.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS