Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Preso assaltante que esfaqueou balconista no Centro de Vitória

| 14/10/2020 08:31 h | Atualizado em 14/10/2020, 18:14

Vítima teve ferimentos na cabeça, olho e nariz
Vítima teve ferimentos na cabeça, olho e nariz |  Foto: Reprodução de vídeo

A polícia conseguiu prender, na noite de terça-feira (13), o suspeito de ter esfaqueado um balconista no Centro de Vitória, no último domingo. O bandido tem 24 anos e foi reconhecido pelos próprios policiais por conta da grande repercussão que o crime teve.

O suspeito estava próximo ao local onde o esfaqueamento aconteceu. Com ele, havia duas pedras de crack. O jovem foi levado à Delegacia Regional de Vitória pelos militares, onde foi reconhecido pelo balconista vítima da violência.

“Eles estavam circulando pelo Centro de Vitória quando um morador chamou a viatura e indicou onde ele estaria. A viatura retornou, continuou o patrulhamento, fez a abordagem e encontrou o autor do crime. Ele mesmo assumiu a autoria”, explicou o comandante do 1º Batalhão tenente-coronel Márcio Franco Borges.

O balconista Silas Neves da Silva, 31 anos
O balconista Silas Neves da Silva, 31 anos |  Foto: Júlia Afonso
Borges disse ainda que ele estava com algumas pedras de crack e apresentava algumas lesões na mão, característica do uso da faca.

Durante a manhã de ontem, enquanto estava fazendo os exames no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, o suspeito xingou a imprensa e chegou a avançar em um repórter cinematográfico. Ele teve a prisão decretada pelo juiz e foi encaminhado ao presídio.

O caso aconteceu na noite do último domingo, quando o balconista Silas Neves da Silva, de 31 anos, foi esfaqueado na cabeça e no rosto, durante um assalto. O suspeito chegou por trás dele dando uma gravata e já desferindo os golpes, sem nem anunciar o roubo.

A vítima tentou se defender, mas caiu no chão depois dos ferimentos. O ladrão ainda ameaçou quem passava pelo local dizendo que, se alguém ajudasse o balconista, seria morto. Depois, saiu levando o dinheiro do aluguel e o celular da vítima. A violência foi gravada por câmeras de segurança e o caso revoltou a população.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS