Login

Atualize seus dados

HISTÓRICO DE CRIMES

Preso acusado de roubar farmácia em Vila Velha tem passagens pela polícia desde 1999

O homem tinha apenas 17 anos quando foi apreendido por policiais pela primeira vez

26/11/2021 17:48:00 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Preso acusado de roubar farmácia em Vila Velha tem passagens pela polícia desde 1999
O acusado Roberto Santos e a mulher procurada pela polícia acusada de ajudar no roubo Foto: Divulgação/PCES
 

Um homem de 38 anos foi preso acusado de roubar uma farmácia, no bairro Glória, Vila Velha, em agosto deste ano. De acordo com a Polícia Civil, Roberto Santos da Costa tem uma extensa ficha criminal, com passagens pela polícia desde 1999, quando ele tinha apenas 17 anos. 

Roberto foi indiciado pelo crime de roubo majorado por emprego de arma de fogo e a Justiça expediu mandado de prisão contra ele, que foi cumprido pela Guarda Municipal de Vila Velha, no último dia 12 de novembro. Agora, o acusado está no sistema prisional.

Segundo a PC, no dia 12 de novembro, agentes da Guarda Municipal de Vila Velha abordaram um passageiro dentro de um carro por aplicativo que passava pelo bairro Jardim Marilândia, também em Vila Velha. Quando foi dada a ordem de parada do veículo, o passageiro tentou esconder no banco traseiro uma faca que portava consigo.

Por isso, ele foi detido pelos agentes e conduzido à 2ª Delegacia Regional, onde forneceu diversos nomes falsos, até ser devidamente identificado como sendo o acusado de roubar a farmácia na Glória. 

O titular do 6º Distrito Policial, delegado Érico Mangaravite, explicou que as investigações começaram logo após o roubo e que a maioria das passagens pelo crime de roubo consta nos municípios de Serra, Cariacica e Vitória, e ainda há registros de fuga do sistema prisional. A investigação indicou ainda que o Roberto vinha cometendo roubos em diversos estabelecimentos.

“Por meio de trabalhos de investigação criminal, constatamos que o suspeito seria a mesma pessoa que teria cometido pelo menos três roubos no mês de setembro, todos esses no Centro de Vitória, com modus operandi semelhante ao crime da Glória, visando a estabelecimentos comerciais e a vítimas exclusivamente do sexo feminino, obrigando-as a adentrarem em um determinado recinto nos fundos da loja para, em seguida, amarrá-las”, explicou o delegado.

Crime e prisão

No dia 18 de agosto de 2021, o suspeito e uma mulher entraram em uma farmácia no bairro Glória, em Vila Velha, se passando por clientes, com a intenção de cometer o roubo. De posse de uma arma de fogo, ele rendeu as duas funcionárias que trabalhavam na farmácia.

Sempre de forma agressiva, ordenou que ambas entrassem em uma sala nos fundos da loja, onde elas foram amarradas com um cabo de rede de internet. Em seguida, ele subtraiu o dinheiro que estava no estabelecimento e os telefones celulares das vítimas.

Uma vez identificado o suspeito, o delegado Érico Mangaravite representou à Justiça pedindo a decretação da prisão do criminoso.

O suspeito foi então denunciado pelo Ministério Público e o mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Vila Velha, no dia 05 de novembro de 2021, quando começaram as diligências para tentar capturar o suspeito, que estava em local ignorado. E no dia 12 de novembro Roberto foi preso pelos agentes da Guarda Municipal.

Por conta do mandado de prisão relativo ao roubo, o acusado foi preso e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV), onde atualmente se encontra à disposição da Justiça.

Pelo crime de roubo com arma de fogo, o suspeito pode ser condenado a mais de 16 anos de reclusão. Em relação à mulher que auxiliou o suspeito, as investigações continuam a fim de identificá-la. De acordo com a polícia, a população pode colaborar por meio do Disque-Denúncia 181.