X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A TRIBUNA
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A TRIBUNA
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Polícia prende quarteto suspeito de roubo de carga avaliada em quase R$1 milhão

Cerca de 300 aparelhos celulares foram roubados durante o crime


A Polícia Civil prendeu, na última quinta-feira (22), quatro suspeitos de envolvimento em um roubo de celulares que aconteceu em maio de 2020. Na época, foi roubada uma carga com aproximadamente 300  aparelhos, avaliados em quase R$ 1 milhão de reais.

Durante a ação também foram cumpridos quatro mandados de buscas em Vitória, Vila Velha e Cariacica. De acordo com o chefe da Divisão de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), delegado Gianno Trindade, todos os envolvidos negam o envolvimento, o que dificultou o trabalho de investigação da polícia. 

As quatro prisões preventivas são do autor do crime, que também seria o responsável por vender os aparelhos posteriormente; dois outros envolvidos com a receptação dos produtos roubados e o motorista da carga. 

”É uma investigação que está em andamento ainda e outras pessoas também podem ser presas futuramente. Esses indivíduos falam que não se conhecem, apenas dois, na verdade, alegam se conhecer, mas de uma forma bem genérica. Todos negam o fato, ou seja, a gente não sabe a motivação e nem detalhes. Os supostos autores não colaboraram com as investigações", contou Gianno Trindade.

O delegado também destacou que os telefones roubados estavam sendo comercializados em lojas físicas e virtuais e alertou que a população deve ficar atenta à origem do produto antes de comprar. "Principalmente produtos sem notas fiscais ou com valores muito abaixo do que é praticado pelo mercado. Elas podem também responder por crime de receptação".

Os suspeitos detidos foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: