X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pintor é agredido pela família da ex-mulher na Serra

| 17/03/2021 16:10 h

Imagem ilustrativa da imagem Pintor é agredido pela família da ex-mulher na Serra

Um pintor de 33 anos foi vítima de um ataque com pedaços de pau e facas dentro da própria casa, no bairro Vila Nova de Colares, na Serra. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (17) e, segundo familiares, os acusados de cometerem as agressões são a ex-mulher da vítima, além do irmão e a mãe dela.

Os familiares não quiseram dar entrevista à reportagem do Jornal A Tribuna, mas contaram que o rapaz estava dormindo na varanda de sua casa, quando a ex-mulher chegou acompanhada do irmão e da mãe e começaram a agredi-lo com pauladas e facadas. 

Ainda de acordo com a família do pintor, uma irmã dele tentou apartar a briga e acabou levando uma facada nas costas. Vendo a situação, o rapaz teria subido para o segundo andar do imóvel e, quando policiais militares estavam chegando, ele acabou se jogando de lá. 

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que foi acionada para atender a uma ocorrência de tentativa de homicídio por arma branca, em Vila Nova de Colares, na manhã desta quarta (17). 

No local, uma das vítimas conversou com os militares e relatou que houve uma confusão entre familiares, sendo que um homem teria sido agredido com pauladas e facadas e a irmã dele, ao tentar impedir as agressões, acabou sendo esfaqueada nas costas.

"A mulher foi socorrida por populares à UPA de Castelândia e, posteriormente, transferida ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE). O irmão dela permaneceu no local e foi socorrido pelo Samu, também ao HEUE", diz o comunicado da Polícia.

Ainda segundo a PM, ninguém foi detido, porque os suspeitos fugiram do local. Já a Polícia Civil informou que a ocorrência está em andamento no plantão vigente do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

"Somente após a finalização das diligências, que ainda estão em andamento, teremos informações do caso e se há detidos", diz a PC. 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS