Login

Atualize seus dados

CRIME VIRTUAL

Perfil de engenheira em rede social é hackeado e amigos caem em golpe

Perfil da engenheira ambiental Yandressa Rodrigues, 32, caiu na mão de bandidos, que “venderam” quatro celulares a amigos dela

10/11/2021 16:32:56 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Perfil de engenheira em rede social é hackeado e amigos caem em golpe
Engenheira Yandressa Rodrigues fez um boletim de ocorrência, porém o hacker continua aplicando o golpe Foto: Roberta Bourguignon
 

Após receber mensagens de uma pousada pedindo informações para o cadastro de hospedagem gratuita, a engenheira ambiental Yandressa Rodrigues, de 32 anos, teve seu perfil do Instagram hackeado, e o hacker passou a vender, pela metade do preço,  aparelhos celulares pela conta dela. 

Três amigos caíram no golpe, e quatro aparelhos foram comprados. Desesperada, a engenheira fez um boletim de ocorrência e solicitou de todas as maneiras a suspensão da rede social, mas o hacker continua aplicando o golpe. 

“Mobilizei meus amigos para denunciar os stories. O Instagram não bloqueou em nenhum momento e nem nos deu retorno sobre as denúncias”, contou. 

O anúncio é de um Iphone 11 de 128 gigas, no valor de R$ 2.350. No site da marca, o mesmo aparelho custa R$ 5.499. 

 “A pessoa diz que o aparelho é de um amigo e que está sendo vendido mais barato porque ele bateu com o carro e precisa do dinheiro urgente para pagar a oficina e tirar o carro de lá”, alerta a Yandressa.

A conta foi assumida pelo hacker há mais de uma semana, e até o momento três amigos caíram no golpe. Um deles, de São Paulo,  comprou dois aparelhos.  “Primeiro ele pagou os R$ 2.350, e depois comprou um de R$ 3 mil. Esse meu amigo está com depressão, e isso está me machucando muito”. 

Outro amigo dela, de Guarapari, pagou a metade do valor, R$ 1.175 para segurar o aparelho, e descobriu que era golpe. A terceira pessoa pagou R$ 650 também para segurar o aparelho. 

“Ele é do Rio de Janeiro e achou estranho porque depois que ele efetuou a compra, o hacker passou a tratá-lo de uma maneira que eu não trataria, e descobriu o golpe”.

O Instagram foi procurado na terça-feira (9), mas, até o fechamento desta edição, não respondeu.  

Alerta   

Especialista em segurança pública e professor de Direito Penal, Raphael Fonseca disse que o golpe pelas redes sociais e aplicativos de mensagens é cada vez mais comum e, para driblar os hackers, é preciso desconfiar de tudo.

 “Houve uma explosão de casos desta natureza. Existem atitudes de segurança, conferência em duas etapas, mas nada é 100% efetivo. Há falhas no sistema digital. O que pode ser feito é nunca fornecer dados pessoais pelas redes e desconfiar. Desconfie de tudo que não está vendo”, alerta Raphael.