X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pedreiro morre após cair do terceiro andar de obra em Vila Velha

| 24/03/2021 17:04 h | Atualizado em 24/03/2021, 18:46

Um pedreiro morreu após cair do terceiro andar de uma obra no começo da tarde desta terça-feira (23) no bairro Alvorada, em Vila Velha.

Pouco antes da queda, os dois filmaram um vídeo enquanto trabalhavam. Nas imagens, as vítimas apareciam sem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)
Pouco antes da queda, os dois filmaram um vídeo enquanto trabalhavam. Nas imagens, as vítimas apareciam sem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) |  Foto: Reprodução
A vítima caiu de um andaime suspenso a uma altura de cerca de 15 metros junto com outro pedreiro, que ficou gravemente ferido.

Pouco antes da queda, os dois filmaram um vídeo enquanto trabalhavam. Nas imagens, as vítimas apareciam sem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

A Prefeitura de Vila Velha confirmou que a obra não possuía licença, foi notificada, multada, embargada e interditada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade.

De acordo com a Polícia Civil, o acidente está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Acidentes de Trabalho (DEAT).

O corpo do pedreiro foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser liberado para os familiares e para ser feito o exame cadavérico.

Vistoria na obra

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) esteve na obra na tarde desta quarta-feira (24) para realizar vistoria técnica e fiscal.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo esteve na obra para realizar vistoria técnica e fiscal
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo esteve na obra para realizar vistoria técnica e fiscal |  Foto: Divulgação

O proprietário do imóvel foi autuado por exercício ilegal da profissão e também poderá ser responsabilizado civil e criminalmente pelo acidente.

As equipes do conselho constataram várias irregularidades na obra. Engenheiros especialistas identificaram que os andaimes não possuíam guarda-corpo e base estável, desrespeitando normas técnicas.

O conselho apurou ainda que os trabalhadores não estavam utilizando Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como capacetes, botas e cinto de segurança.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS