X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Paraguaia em gangue de jovens que age em prédios

Tamara Romina Ramos Dimas, de 18 anos, foi presa após invadir e roubar R$ 250 mil de um apartamento na Mata da Praia

Francine Spinassé, do jornal A Tribuna | 19/07/2022 13:36 h

A jovem foi presa em flagrante no último sábado e é acusada pela polícia carioca de integrar uma quadrilha
A jovem foi presa em flagrante no último sábado e é acusada pela polícia carioca de integrar uma quadrilha |  Foto: Reprodução / Rede Sociais
 

Presa em flagrante depois de participar da invasão e roubo de R$ 250 mil de um apartamento  na Mata da Praia, a paraguaia Tamara Romina Ramos Dimas,18, é acusada pela polícia carioca de integrar uma quadrilha com 20 jovens especializada em invadir prédios de luxo no Rio de Janeiro e em outros estados.

As informações são citadas em documentos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que tem como base o inquérito policial que apurou um outro roubo em um apartamento de Copacabana.

O crime, em que Tamara também é acusada de ter entrado no prédio junto com outro jovem,  aconteceu em maio deste ano. Eles conseguiram, na ocasião, invadir o apartamento de um casal de idosos ao dizer ao porteiro que iriam em um dos apartamentos.

Eles arrombaram a porta e levaram uma série de pertences, entre dinheiro como dólares, euros, joias, e até relógio e canetas de ouro. Os donos do apartamento não estavam no local. 

Além de Tamara, outras três pessoas foram identificadas. Por isso, eles têm mandado de prisão em aberto.

Nos documentos do processo constam que as autoridades policiais apuraram que Tamara e os demais réus vêm agindo há  pelo menos  um ano, “havendo outros registros de ocorrência em nome dos acusados”.

Também cita que a Polícia Civil apurou que se trata de quadrilha com atuação “interestadual e, quiçá, internacional (considerando a presença de dois estrangeiros), contando com a participação de, pelo menos, 20 jovens já identificados, que vêm perpetrando furtos, de forma reiterada, em apartamentos de luxo na Zona Sul do Rio de janeiro e outros estados”.

Prisão

Tamara foi presa no último sábado após invadir um edifício que  fica na avenida Dante Michelini. Na ação, ela aparece em vídeos entrando no prédio, como se fosse moradora. Depois desce para liberar a entrada de um comparsa. 

Eles são acusados de ter arrombado um dos apartamentos com uma chave de fenda, além de ter agredido, ameaçado um idoso de 65 anos, a mulher dele, de 60, e a mãe dela, de 94,  e roubado R$ 250 mil em joias e dinheiro. 

Tamara e o outro suspeito descem do prédio, mas após gritos do morador, o porteiro corre e consegue alcançar a jovem. Ela ainda  joga a bolsa com os itens para o comparsa, que fugiu, assim como um outro criminoso, que estaria dando cobertura.

Invasão de 18 imóveis por dia no Estado

Os invasores de residências e condomínios estão longe de serem  raros no Estado. Somente este ano, de janeiro a junho, 3.424 casos de furtos e roubos  foram registradas no Estado, em uma média de 18 por dia.

Do total, 3.217 casos foram de furtos, ou seja, em que algo foi levado pelos criminosos sem o uso de violência ou ameaça. Isso acontece, por exemplo, nos casos de arrombamentos em que as vítimas não estão em casa. 

Já 207 casos foram de roubos, em que houve a violência ou ameaça para tomar um bem da vítima. 

Com relação ao ano passado para cá, os registros apresentaram aumento, quando somavam 3.364 ocorrências registradas de janeiro a junho.

Além do roubo a um apartamento na Mata da Praia, em Vitória, no dia 8 de julho outro apartamento de luxo foi invadido em Itapuã, Vila Velha. 

 Na ocasião, bandidos arrombaram um cofre que continham joias estimadas em R$ 400 mil. De acordo com informações do Boletim de Ocorrência que foi feito por uma das vítimas, um senhor de 77 anos, os criminosos entraram pela porta de serviço do imóvel.

Segundo o genro do proprietário do apartamento, que não quis se identificar, conforme imagens do sistema de videomonitoramento do prédio cedidas pelo condomínio, o roubo foi realizado por dois homens.

Quando os proprietários chegaram ao local, ele estava revirado, com outros objetos no chão e sinais de arrombamento na porta de serviço. Não havia mais ninguém no apartamento no momento.

Na última semana, o titular da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial (DSP), delegado Gianno Trindade, havia dito que o modus operandi do crime na Praia da Costa era semelhante ao de outros investigados. “Tudo indica se tratar de quadrilhas especializadas na prática de furtos em condomínios de luxo, em prédios situados em áreas nobres”.

Imagem ilustrativa da imagem Paraguaia em gangue de jovens que age em prédios
  

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS