X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Mulher coloca droga na mochila da filha de 7 anos e acaba presa em Vitória

| 01/03/2021 16:04 h

Imagem ilustrativa da imagem Mulher coloca droga na mochila da filha de 7 anos e acaba presa em Vitória

Uma mulher de 31 anos foi presa em flagrante acusada de tráfico, em uma praça no bairro Ilha de Santa Maria em Vitória. No entanto, o que mais chocou os moradores e a polícia é que a mulher estava com a filha de 7 anos e ainda usou a mochila da criança para guardar 14 pinos de cocaína e duas buchas de maconha. 

De acordo com a polícia, eles receberam uma denúncia, foram ao local, por volta das 11 horas da manhã desta segunda-feira (1°), e realizaram a prisão. Mas, ao chegarem na delegacia para entregarem a ocorrência, os militares descobriram que não poderiam porque o Conselho Tutelar da Serra precisaria estar presente por conta da criança.

O problema é que, enquanto a equipe do Conselho Tutelar não chegava, a menina precisou ficar dentro da viatura com a mãe. Foram mais de três horas de espera, com a criança dentro do carro. Em alguns momentos, ela se desesperou e chorava muito porque ia ser separada da mãe e por estar dentro da viatura.

Imagem ilustrativa da imagem Mulher coloca droga na mochila da filha de 7 anos e acaba presa em Vitória

Sensibilizados com a situação, os policiais militares que atenderam a ocorrência e que sabiam que a criança estava sem comer, decidiram comprar um lanche para a menina. Em todo momento eles sem mostraram preocupados com a situação da garota.

Para tentar ajudar, a Prefeitura de Vitória enviou uma conselheira tutelar que tirou a criança da viatura, mas precisou ficar com ela em um carro da prefeitura enquanto a equipe da Serra não chegava, o que só foi acontecer às 15h15. 

As autoridades conseguiram entrar em contato com o avô da criança, para quem a menina, provavelmente, será entregue. Ele já está na delegacia. 

Primeira vez no tráfico

Em entrevista à reportagem do Jornal A Tribuna, a mulher contou que esta era a primeira vez que ela vendia drogas, porque precisava comprar comida para a filha e não queria ver a menina passando fome.

Ainda segundo a acusada, ela é de Governador Valadares, em Minas Gerais, mas já mora no Espírito Santo há um tempo. 

Outro lado

Responsável pelo recolhimento da criança de 7 anos, uma conselheira da Serra chegou na Delegacia Regional de Vitória às 15h15 desta segunda-feira (1°) e disse que, desde que o órgão foi informado sobre o caso, ele já trabalha na resolução do problema.

“O conselho mais próximo da delegacia deveria ter ido até o local e ficado com a menina para evitar que ela fosse exposta dessa forma, ao ficar dentro de uma viatura. Assim que soubemos do caso, já iniciamos o contato com os familiares da criança para evitar que ela fosse direcionada a algum abrigo”, disse a conselheira.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS