X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Motorista de aplicativo e pedestre são baleados por bandidos em Vila Velha

Motorista aguardava por um passageiro, quando os bandidos chegaram atirando

Marcos Barcelos | 30/07/2022 12:24 h | Atualizado em 01/08/2022, 13:21

Cápsulas dos tiros disparados pelos bandidos ficaram espalhadas no chão
Cápsulas dos tiros disparados pelos bandidos ficaram espalhadas no chão |  Foto: Douglas Schneider/AT
 

Um motorista de aplicativo, de 36 anos, foi baleado por bandidos na região da cabeça durante perseguição na noite desta sexta-feira (29) no bairro Aribiri, em Vila Velha. Além dele, um pedestre, de 36 anos, teria sido ferido nas nádegas por uma bala perdida.

O crime teria iniciado por volta das 21 horas, em frente a um campo de futebol, e terminado no bairro Dom João Batista, também em Vila Velha, onde a vítima teria perdido o controle de seu veículo e batido em um fusca.

Segundo testemunhas que não quiseram se identificar, o motorista de aplicativo aguardava por um passageiro na rua Ramiro Leal Reis, em Aribiri.

Moradores afirmaram também terem visto cerca de cinco homens em bicicletas e um carro chegando ao local, todos armados. Eles teriam mandando fechar o bar próximo ao campo,  para que não fossem atingidos com os tiros.

Na calçada em frente ao campo de futebol, foram encontradas cerca de 15 munições, além de perfurações no muro. O motorista foi baleado na região da cabeça, mas conseguiu seguir em direção ao bairro Dom João Batista onde, ao entrar na Rua Vasco Alves, teria batido com o carro, um Toyota Etios, contra um fusca vermelho.

Ainda em Aribiri, uma pessoa que passava pela rua durante o tiroteio foi ferido nas nádegas. Tanto o motorista de aplicativo, quanto o pedestre foram levados até o Hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha, segundo informações da Polícia Militar. A reportagem não teve acesso ao estado de saúde das vítimas. 

De acordo com a Polícia Civil, a investigação do caso está sob responsabilidade da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) Vila Velha. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito de cometer o crime foi preso.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS