Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Motorista de aplicativo desaparece e carro é encontrado carbonizado

| 06/06/2020 12:31 h | Atualizado em 06/06/2020, 12:41

O motorista de aplicativo Anderson Luiz Lira, de 31 anos, está desaparecido desde a última quarta-feira (3), na Serra, quando saiu para fazer uma corrida. Na noite de sexta (5), o carro dele foi encontrado carbonizado, e ainda não havia pistas sobre o paradeiro do rapaz.

Anderson saiu de casa, em Gaivotas, às 17 horas. “O celular dele apitou no aplicativo e ele saiu rapidamente para fazer essa corrida. Não sabemos para qual bairro foi, pois ninguém nos deu ainda essa informação”, contou o companheiro da vítima, Marlon dos Santos, de 22 anos.

A última visualização dele em um aplicativo de mensagens foi às 18h12. Desde então, a família não teve mais notícias. O caso foi registrado na delegacia, e às 21h30 de sexta, o veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto, foi encontrado em Jacaraípe.

“Uma mulher ligou falando que na quarta tinha visto um carro pegando fogo lá no bairro. O marido dela confirmou que a placa do veículo era a mesma do Anderson, então eu liguei para a polícia, que foi até o local e confirmou”, explicou Marlon.

O veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto
O veículo em que a vítima trabalhava, um Nissan Sentra preto |  Foto: Júlia Afonso

Dentro do veículo, não havia pistas sobre o motorista. “Ele nunca fez isso de sumir sem avisar, nem a mim nem à mãe dele. Estamos muito preocupados”, desabafou.

A irmã do motorista, Gilmara Helena Lira, de 27 anos, relatou que Anderson nunca chegava em casa depois das 23h. “Se ele fosse ficar rodando até esse horário, ele ligava para avisar. Estamos desesperados, sem saber o que fazer ou para onde ir”, lamentou a técnica de enfermagem.

Anderson estava trabalhando como motorista há cerca de 10 meses. Antes disso, ele atuava como cobrador de ônibus. 

O motorista tem uma tatuagem na costela, do lado direito, com o nome “Luiz Carlos Lira”, e outra na costela esquerda, com o nome “Ana Celia Tosta Gonçalves”. Qualquer informação sobre o paradeiro dele pode ser enviada para o Disque-Denúncia, pelo telefone 181.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS